4 Passos para vencer a falta de motivação

smiley
Foto: Pixabay

Falta de motivação é um problema que afeta uma grande parte das pessoas. Para saber se é um dos infetados por este mal, confira se tem algum dos seguintes sintomas:

Geralmente nunca lhe apetece fazer nada;
Faz apenas o que lhe pedem, e a mais não é obrigado;
Não tem qualquer pró-atividade e espera sempre que alguém faça primeiro;
Está com muito pouca paciência;
Está farto do seu trabalho;
Reclama porque é que a vida é tão difícil para si, e não é para os outros;
Começa um projeto com toda a energia, mas acaba sempre por desistir a meio;
Joga no Euromilhões porque acredita que é a forma mais fácil de ser milionário;
Adora o sofá e o Facebook e passa lá mais de metade do seu dia;
A culpa de não conseguir os seus objetivos não é sua, é dos outros.

Seja sincero, identificou em si 3 ou mais sintomas na lista anterior?

Se sim, infelizmente não tenho boas notícias, você está infetado pelo vírus da falta de motivação! Mas tenha calma e respire fundo, neste artigo irá encontrar a receita para a sua cura sem ter que gastar dinheiro, ser internado num hospício ou consultar a bruxa, para desfazer qualquer feitiço.

Receita contra a falta de motivação:

1º Passo: Tenha uma missão ou um mantra na sua vida
Se o convidasse para levar um tiro por mim você fazia-o? Provavelmente não. Então por que razão os seguranças de um chefe de Estado, como por exemplo o presidente dos Estados Unidos da América, não hesitariam em levar um tiro para salvar a vida do seu presidente? Por que razão Elon Musk, o dono da Tesla, dorme muitas vezes na sua fábrica, tendo ele todas as condições para dormir nos melhores hotéis do mundo? E porque é que Warren Buffet, um dos homens mais ricos do planeta, conduziu o mesmo carro todos os dias por mais de 30 anos? Porquê?! Porque todos eles têm uma MISSÃO, e esse é o seu mantra, a sua fonte de inspiração. Ter uma missão na nossa vida leva a que façamos tudo para atingirmos os nossos objetivos, custe o que custar, sem nos importarmos muito. Na verdade, até nem nos custa assim tanto.

É importante que você defina qual a sua missão de vida e quais os objetivos que quer atingir, como e porquê. Se ainda não sabe qual a sua missão neste mundo, tente encontrá-la, e quando a encontrar, irá perceber aquilo que quero dizer. Como dizia Confúcio, ‘Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás que trabalhar nem um dia na tua vida’.

2º Passo: Leve o cérebro ao ginásio e pratique todos dias
Assim como há pessoas que vão ao ginásio regularmente para manter o seu corpo em forma, sugiro que se faça o mesmo com o seu cérebro. Uma das grandes armas contra a falta de motivação é o processo de repetição. No ginásio você faz séries ou repetições de exercícios para estimular ou reabilitar uma zona ou um músculo em concreto, com o seu cérebro é igual. É importante que altere e corrija determinados comportamentos que fomentam a falta de motivação e os aplique repetidamente no seu dia-a-dia.

Exemplo de pessoa com vírus da falta de motivação: Tenho que estudar para um exame mas primeiro vou deitar-me um pouco no sofá e mais tarde estudo um bocado.

Exemplo de uma pessoa motivada: Primeiro vou estudar para o exame, e depois vou descansar.

Em suma, uma das alterações de comportamento que deverá aplicar e repetir é alterar a sua ordem de prioridades, ou seja: Primeiro faça as suas tarefas e só depois desfrute das recompensas.

3º Passo: Não se deixe ficar com copos meio cheios
Pegar num copo de água normal, meio-cheio, com o braço esticado é fácil ou difícil? Parece fácil… não acha? Então e se tiver que o segurar no copo durante um dia com o braço esticado? Provavelmente já não o vai conseguir fazer. O mesmo acontece com as nossas tarefas, preocupações e obrigações que temos na nossa mente. Por mais pequenas que elas sejam, se não as encerramos, estamos a encher a nossa cabeça com copos de água meio-cheios, de braço esticado, e vamos acabar por não aguentar.

Problema: Começamos a ficar sobrecarregados, com excesso de stresse e sem vontade de fazer nada, em direção aos sintomas ligados à falta de motivação.

Solução: Não deixe tarefas pendentes, encerre-as o quanto antes. Tenho a certeza que se sentirá muito mais aliviado.

4º Passo: Use a perspetiva em seu favor
Um dos truques que mais utilizo para encontrar a minha ‘cenoura à frente do nariz’ é colocar as situações em perspetiva. Se tenho que avançar com um novo projeto, penso em como será bom para mim e para a minha empresa ter este trabalho que resultará em mais portfólio e mais dividendos. Se pelo contrário não tenho nenhum projeto em desenvolvimento sei que estou disponível para agarrar e começar uma nova oportunidade fantástica que com certeza irá surgir em breve.

Sou daquelas pessoas que prefiro ver o copo meio cheio do que o copo meio vazio, e sou assim porque a vida me ensinou que ao ver as coisas numa perspetiva positiva acabo sempre por receber coisas positivas. A análise da perspetiva é uma área de estudo muito interessante nomeadamente para se perceber se você é otimista ou pessimista, ora vejamos:

Estão duas pessoas a espreitar para a rua através de uma janela onde se consegue ver o céu depois de uma manhã de chuva. Uma das pessoas exclama: ‘Mas que rico dia de sol que se pôs!’ A outra responde ‘Não tarda nada, e ainda vai chover outra vez’. Qual das duas pessoas você é, ou qual quer ser?

Lembre-se que é você que escolhe a sua perspetiva perante a vida e os seus problemas. Decida se prefere ser feliz, ter razão ou estar constantemente em sofrimento.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorÀ Conversa com a Bang Produções
Próximo artigoEuropa premeia jovens empreendedores
Nuno Silva
Formou-se em Sistemas e Tecnologias de Informação é um empreendedor em série e especialista em negócios online. Criou a sua primeira empresa aos 18 anos, colaborou com empresas de topo no sector das tecnologias e fundou um dos primeiros e-marketplaces de serviços locais em Portugal, o PedirOrcamentos.Com. É fundador e co-fundador de diversos negócios com forte presença na internet. É um motivador empresarial, orador em eventos de empreendedorismo, mentor de startups e autor de diversas publicações ligadas ao Empreendedorismo, Desenvolvimento de Competências e Marketing Digital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

4 × two =