7 dicas de segurança para ter um Verão descansado

Foto de Pixabay em Pexels

Em plena época alta, muitos de nós preparamo-nos para ir de férias – talvez até pela primeira vez desde 2019. Agora que trabalhamos em casa durante parte do tempo, estamos mais confiantes na nossa capacidade de nos mantermos seguros quando estamos “Out Of Office…” mas a verdade é que relaxar demasiado pode trazer-nos problemas!

Aos leitores do Empreendedor, a Sophos, líder global em soluções de cibersegurança de próxima geração, deixa sete dicas que devem mesmo seguir neste Verão para garantir que têm umas férias perfeitas – e seguras:

1 – Fazer uma cópia de segurança antes de ir

Há mais probabilidades de perder ou danificar um telemóvel ou computador portátil quando está a viajar. Lembre-se sempre daquele ditado popular (da Sophos) que diz “A única cópia de segurança da qual se vai arrepender é aquela que não fez”! Deixar um backup fiável antes de ir de férias traz-lhe paz de espírito, permite-lhe levar menos conteúdo digital na mala, e ainda reduz a quantidade de dados que pode ter de declarar ou revelar caso fique preso na alfândega.

Foto de Vlada Karpovich em Pexels

2 – Encriptar o portátil e o telemóvel

A encriptação já é um passo básico nos dias de hoje. Para além disso, não escolha um código de bloqueio fácil – recomendamos que seja longo (pelo menos 10 dígitos) e que pratique o seu bloqueio e desbloqueio durante alguns dias antes da partida para férias, até que se lembre dele com toda a facilidade.

3 – Preparar-se convenientemente para controlos de fronteira

A nossa dica quanto a este tema é: não se preocupe, mas esteja preparado. Muitos países onde ainda existem controlos de fronteira reservam-se o direito de pedir o desbloqueio dos dispositivos eletrónicos como condição de entrada, e alguns pedem não apenas a morada oficial e um número de contacto, mas também um email válido e até os handles das redes sociais. Assim sendo, prepare-se convenientemente e verifique as condições de entrada no seu país de destino – e se não concordar com elas, não leve todos os seus dispositivos eletrónicos.

4 – Utilizar a Wi-Fi pública com regra

Os perigos da Wi-Fi pública são geralmente exagerados, e podem ser evitados em grande parte se utilizar aplicações com encriptação adequada e apenas navegar em websites com URLs que começam com “https://”, a abreviação de “HTTP seguro”. Contudo, se aceder a serviços que exijam que instale um certificado digital especial (por exemplo, “por razões de segurança ou regulamentação”), é quase certo que podem “espiar” a sua navegação enquanto está fora… e até mesmo quando regressar a casa.

Se comprar um cartão SIM local com um plano de dados pré-pago para a duração de sua visita, lembre-se de que a maioria dos países exige que as operadoras telefónicas contem com as chamadas “instalações de intercetação legais” – por isso, um telefone num plano “burner”, como vemos nos filmes, já não é anónimo.

Foto de Rodnae Productions em Pexels

5 – Não utilizar computadores públicos em aeroportos ou hotéis

Se puder evitar, nunca utilize este tipo de computadores. Não só terá de confiar na empresa que os gere (por exemplo, o hotel ou a operadora do aeroporto) e em todos os técnicos que lá trabalham, mas também em praticamente todas as outras pessoas que o utilizaram antes de si.

6 – Prestar alguma atenção à existência de spycams em quartos de hotel e Airbnb

Infelizmente, as spycams escondidas nos quartos dos hóspedes são uma realidade. (De facto, em 2019 a Sophos partilhou três incidentes diferentes em que os hóspedes encontraram estas câmaras nos seus quartos.) Às vezes, as câmaras ocultas são bastante fáceis de detetar com uma busca cuidadosa nos quartos; mas podem ser pequenas o suficiente para estarem em praticamente qualquer lugar, e nem sempre aparecem na rede Wi-Fi pública da propriedade. Eis os nossos conselhos: procure esconderijos óbvios; se encontrar alguma, fotografe-a e fotografe também o imóvel, para mostrar que não causou nenhum dano; mantenha-se vestido e deixe a propriedade de imediato, se puder; denuncie o incidente à polícia local e ao seu agente de viagens.

7 – Cumprir as regras do local de trabalho se levar o computador consigo

Em primeiro lugar, pergunte à sua entidade empregadora se pode – ou deve – levar o dispositivo consigo. Se disserem não, fica resolvido: deixe-o ficar, e talvez até trancado no local de trabalho. Se disserem sim, provavelmente vão perguntar-lhe para onde vai e, de seguida, dar-lhe conselhos (ou requisitos específicos) para o destino escolhido. Siga esses passos à risca.

Desfrute do seu Verão ao máximo, mas nunca descure a segurança. Só assim poderá descansar verdadeiramente!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

5 − 1 =