89% dos Profissionais Portugueses Trocariam de Empresa por Falta de Oportunidades Formativas

Foto de Freepik

A GoodHabitz, especialista em formação e-learning, divulgou os resultados de um estudo abrangente sobre o desenvolvimento pessoal no contexto laboral, destacando as lacunas entre as necessidades dos profissionais e as oportunidades reais de formação oferecidas pelas empresas.

Baseado num inquérito realizado a 24.235 colaboradores globalmente, o estudo revela que 89% dos profissionais portugueses consideram a falta de oportunidades de formação como um motivo para abandonar sua empresa atual. Este dado reflete a importância que a formação tem no panorama laboral atual e a crescente orientação dos profissionais para o desenvolvimento pessoal.

Embora a nova geração de profissionais demonstre uma forte vontade de se desenvolver, cerca de quatro em cada dez profissionais não têm nenhum plano de desenvolvimento pessoal. Além disso, apenas metade dos profissionais sente que é incentivada pela liderança a adquirir novas competências.

As três principais competências e condições que assumirão maior importância no futuro, de acordo com o estudo, são as competências digitais, a produtividade e o bem-estar e saúde mental. No entanto, há disparidades nas prioridades de acordo com faixas etárias, com os profissionais mais jovens enfatizando o bem-estar e saúde mental, enquanto os mais velhos destacam as competências digitais.

Outro dado relevante é que 80% dos profissionais desejam que seus trabalhos se tornem mais digitais nos próximos dois anos, evidenciando uma mudança de paradigma no mercado de trabalho.

Apesar dessas tendências, o estudo destaca a lacuna entre o desejo de desenvolvimento dos colaboradores e a oferta de oportunidades pelas empresas, tanto a nível global quanto em Portugal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

one × one =