A magia da acção humana: necessidades, crenças e emoções

As
Foto: Pixabay

Recentemente, ao rever o Ted Talk Why we do what we do de Tony Robbins, voltei a ter a oportunidade de reflectir sobre a magia da acção humana. Por outras palavras, as “forças invisíveis” que estão na base das acções, aquilo que explica porque fazemos o que fazemos.

Este Ted Talk é um excelente ponto de partida para ganharmos a consciência sobre o que nos faz decidir, agir e sentir bem com nós próprios.

De modo a descodificar a génese das decisões e das acções, é importante colocarmos algumas perguntas.

As respostas surgirão naturalmente porque estão dentro de nós:

  • Porque faço o que faço?
  • Qual a minha motivação para a acção?
  • O que me move na vida hoje?
  • Será que estou a seguir um padrão?

Assim, conseguiremos aceder às crenças e convicções que estão na base destes impulsos.

 

Emoções e Recursos são a força da vida

Partilho da mesma convicção absoluta de Tony Robbins: as Emoções e Recursos são as forças da vida, que nos movem e fazem a diferença.

Na nossa mente tudo pode acontecer. Ao pensarmos estamos a racionalizar as coisas, o que podia levar a concluir que actuamos sempre em prol de interesses próprios, mas por vezes isso não acontece. Com a emerção das emoções, as ligações mudam a forma de actuar.

Vamos explorar agora:

  • O que nos motiva?
  • Onde nos encontramos hoje?

Encontrando dentro de si as respostas para estas perguntas, tem a possibilidade de compreender e apreciar melhor os outros, de criar diferentes tipos de relações e contribuir mais para solucionar os desafios.

 

Qual é a relação entre motivação e liderança?

Como refere Tony Robbins: «os líderes eficazes têm conscientemente a capacidade de orientarem-se a si e aos outros para a Acção porque entendem as “forças invisíveis” que nos moldam».

São essas forças que fazem a diferença na qualidade de vida e nos motivam a atingir a excelência. Estão por detrás da liderança e do poder.

As perguntas a fazer são as seguintes:

  • O que faz a diferença na minha qualidade de vida?
  • O que faz a diferença no meu desempenho?
  • Como é que faço a mudança?
  • O que me faz contribuir para algo além de mim?
Foto: Pixabay

A compreensão das necessidades humanas

As respostas para estas perguntas estão intrinsecamente relacionadas com a compreensão das Necessidade Humanas descritas por Tony Robbins.

As quatro necessidades primárias são:

  • Certeza;
  • Incerteza e Variedade;
  • Significado;
  • Amor e Conexão.

Certeza

Alguns precisam de certeza para evitar a dor e sentirem-se confortáveis.

Como chegam lá?

Controlar os outros, desistir, etc.

O que acontece se quiserem ter certeza total?

Stress, ansiedade, etc.

Incerteza

Outros precisam de variedade e surpresas. No entanto só gostam das surpresas que querem, às demais chamam de problemas. Mas necessitam deles.

Significado

Alguns precisam de se sentir importantes, especiais, únicos e diferentes. Podem obtê-lo ao ganhar mais dinheiro, com mais espiritualidade, fazendo tatuagens ou exercendo a violência.

Amor e Conexão

Outros necessitam de sentir ligação e amor. Podem obtê-lo através da: intimidade, amizade, oração, caminhando na natureza, etc.

As duas necessidades espirituais:

  • Crescimento;
  • Contribuição.

Crescimento

Alguns precisam de crescer na vida, nas relações, nos negócios. Com isto procuram algo para dar valor.

Contribuição

Outros precisam de contribuir para além de si. A vida não é sobre o “eu” mas sobre o “nós”.

Sentimos a motivação nisso porque passa a existir uma missão e um propósito, que podem contagiar os demais e fazer a diferença.

Os seres humanos sentem-se entusiasmados em contribuir porque têm a possibilidade de experienciar em vez de apenas falar sobre o assunto.

 

Estas necessidades são transversais a todos nós, o que nos diferencia é a forma como as hierarquizamos e os resultados que obtemos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

12 + seven =