ABANCA compra rede Novo Banco em Espanha

Logótipo do Novo Banco
Foto: Logótipo do Novo Banco

O grupo bancário espanhol ABANCA adquiriu a rede do Novo Banco em Espanha. A transação está sujeita à aprovação das entidades reguladoras e o valor não foi revelado, ainda que, em comunicado ao mercado, o Novo Banco sublinhe que esta operação “terá um impacto marginal no resultado líquido de 2021”.

Com uma equipa de 172 colaboradores e uma rede com 102 agentes financeiros especializados, o Novo Banco em Espanha tem um volume de negócio de 4.287 milhões de euros e dispõe de 10 agências, situadas em centros urbanos, especializadas em banca pessoal, privada, de empresas e institucional.

Segundo o comunicado do ABANCA “a compra apresenta um baixo risco de execução e mínimo consumo de capital”, sublinhando que, com esta operação, o banco espanhol atinge os 100.000 milhões de euros de volume de negócio e reforça o posicionamento em duas áreas de atividade prioritárias: o segmento da banca pessoal e privada e o segmento de empresas.

“Esta operação reforça o posicionamento do ABANCA em Espanha, especialmente em Madrid, e em segmentos que são estratégicos para o banco. O primeiro é o negócio da banca pessoal e privada, que cresceu nos últimos anos, tal como estava previsto no Plano Estratégico e com as aquisições da rede de retalho e private banking do Deutsche Bank em Portugal, do Banco Caixa Geral em Espanha e, mais recentemente, com a aquisição do Bankoa. O segundo eixo que será reforçado com a aquisição da rede espanhola do Novo Banco é a do negócio de empresas, especialmente nas operações fora do balanço e na atividade cross border”, destaca o comunicado do ABANCA.

Por seu turno, o comunicado do Novo Banco sublinha que “a venda é consistente com o plano estratégico do Banco”, acrescentando que “a transação irá melhorar o rácio de eficiência (Cost to Income) e a rentabilidade dos capitais próprios”.

“esta operação terá um impacto marginal no resultado líquido de 2021”

“Esta transação representa mais um marco relevante no processo de desinvestimento de ativos e operações não-core, nomeadamente contribuindo para uma redução da complexidade da estrutura e dos custos e permitindo ao Novo Banco prosseguir a sua estratégia de reafectação de recursos à atividade bancária em Portugal”.

Com a aquisição, o ABANCA passará a ter um volume de ativos de 71.338 milhões de euros e a gerir 42.368 milhões de euros de crédito a clientes, 46.037 milhões de euros de depósitos e 11.789 milhões de euros de passivos fora do balanço. Contará com 6.312 colaboradores e 745 agências.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

11 + 19 =