As Lições de Mandela para a Humanidade

Graffiti
Foto: Pixabay

Madiba poderá ter sido a personagem mais marcante que o nosso mundo moderno já viu. Ele é lembrado por em toda a sua vida ter mantido um espírito de luta, de coragem e de resiliência. Mais importante ainda: mostrou-nos que, mesmo sendo líderes podemos conservar a humildade, o altruísmo e a capacidade de perdoar.

O seu exemplo de vida deverá trazer esperança para as gerações do futuro, fazendo-nos lembrar da nossa própria humanidade e das características a ela subjacentes. Mandela é a prova que nós temos a capacidade de mudar o mundo. E que tanto necessita ele de mudar!

Para mim, mais importante que os feitos deste homem (do facto de ter sido presidente, de ter sido recebido por esta ou aquela personalidade, ou mesmo de ter ganho o Prémio Nobel entre tantos outros) são mesmo as lições que ele deu à humanidade. Essas sim merecem ser referidas e lembradas pelas próximas gerações. Aqui estão as que considero mais essenciais:

VALE A PENA LUTAR PELO QUE ACREDITAMOSnNelson Mandela empenhou-se em trazer justiça para os povos oprimidos da África do Sul. Na sua prolongada luta contra o ‘Apartheid‘ – que inclui quase 3 décadas de prisão – ele foi capaz de mostrar ao mundo que as convicções são capazes de suplantar as maiores dificuldades, quando acreditamos naquilo que estamos a fazer. A convicção e a resiliência são armas fundamentais para perseguimos a realização dos nossos sonhos.

A PACIÊNCIA É UMA VIRTUDEnOs 27 anos de prisão cumpridos por Nelson Mandela – que antecederam a sua libertação em fevereiro de 1990 – são um exemplo para não desistirmos mesmo quando não é o momento para as coisas mudarem. Devemos lembrar-nos da importância da paciência e da capacidade de esperar.

MANTER-SE FIEL AOS SEUS PRINCÍPIOSnA importância da integridade e de nos mantermos fiéis aos nossos princípios é uma das características fundamentais da nossa humanidade. Mandela ensinou-nos que é possível fazê-lo mesmo que para isso tenhamos de ir contra uma larga maioria de opiniões adversas. O segredo, ensinou Mandela, é acreditarmos nas nossas convicções, mantendo-nos fiéis ao longo de todo o caminho.

TODAS AS PESSOAS SÃO IGUAIS E, PORTANTO, MERECEDORAS DE RESPEITO E DIGNIDADEnA mais importante lição de Mandela e aquela porque ele mais lutou durante a maior parte de sua vida: somos todos iguais e portanto devemos tratar-nos e respeitar-nos de igual modo.

A CAPACIDADE DE PERDOARnA raiva e o ódio são característicos do ser humano e, por vezes, ficar zangado parece ser o caminho mais fácil de seguir, em vez de perdoar. Nelson Mandela mostrou-nos o poder do perdão e da capacidade que todos temos de perdoar até os adversários que mais nos maltrataram. No dia em que foi libertado, Mandela disse para si mesmo: ‘Enquanto eu caminhava para fora da porta em direção ao portão que me levaria à minha liberdade, eu sabia que se eu não deixasse a minha amargura e o meu ódio para trás, ainda continuaria a estar na prisão’.

nome

Em 1995, um ano após a sua eleição como presidente, Mandela aproveitou a realização do Campeonato do Mundo de Rugby – organizado pela África do Sul – para dar um passo, sem precedentes, para a reconciliação da nação. O rugby era a modalidade da elite branca, e nesse ano ganhava, em casa, a taça de Campeão do Mundo. Num estádio repleto das velhas bandeiras do apartheid, um presidente negro entregava a taça e felicitava o atleta branco que capitaneava a equipa sul-africana. Foi um momento marcante de reconciliação e tolerância entre os povos do país e um exemplo para os governantes do mundo. Descobrir que temos a força de perdoar é um dom que nos torna mais fortes e mais felizes enquanto seres humanos.

Vou continuar a pensar sempre em Mandela, quanto mais não seja porque ele simboliza para mim a esperança que ainda podemos ter na Humanidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

eight − 5 =