As Smart Cities e as empresas: uma relação win-win

Foto de Hugh Han no Unsplash

As Smart Cities ou Cidades Inteligentes usam dispositivos que incorporam a Internet das Coisas (IoT) em combinação com sensores para recolher, processar e analisar informações de diferentes pontos e infraestruturas da cidade.

Com o seu desenvolvimento, as cidades serão cada vez mais capazes de administrar os seus recursos de forma mais eficiente, poupando energia, reduzindo ainda o seu impacto no meio ambiente e, de forma geral, melhorando a qualidade de vida dos seus habitantes.

Da mesma forma, as empresas não são alheias ao contexto em que desenvolvem a sua atividade e, aos avanços tecnológicos que tornam possível a Smart City, já que também podem tirar grandes vantagens disso, como baixarem custos com energia e serem mais avançadas tecnologicamente.

Dados e sensores, as duas tecnologias-chave na relação Cidade Inteligente/Empresa

Antes de entrar nas vantagens que as cidades inteligentes oferecem às empresas, é necessário destacar duas tecnologias-chave que compõem as Cidades Inteligentes e que se estendem a outras áreas da sociedade: a primeira é a velocidade de transferência e de dados, cuja nova geração promete uma troca de dados imediata e a resposta às necessidades de cada momento em cada ponto onde se produz um estímulo. Com isto, os dados serão recolhidos, processados – e analisados – numa velocidade nunca antes conhecida.

Também em rápido desenvolvimento estão as tecnologias relacionadas com os sensores que recolhem esses dados, e que são responsáveis por registar os estímulos a que nos referimos anteriormente, em todos os momentos. As cidades inteligentes são compostas por uma vasta rede de sensores que recolhem dados sem parar e permitem a extração de insights em tempo real.

Tudo isto leva a um futuro em que, de acordo com um estudo da Dataflog, em 2050 três quartos da humanidade viverão em zonas urbanas. Para as empresas, o auge das Smart Cities pode trazer uma série de vantagens das quais podem tirar grande proveito.

As vantagens das Smart Cities para as empresas

Cidades inteligentes são espaços conectados
Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

Edifícios inteligentes

Nas cidades inteligentes, os seus edifícios também o são. Seja para uso doméstico, industrial ou empresarial, os dispositivos conectados a aplicações IoT podem optimizar a forma como os espaços são usados.

Para as empresas, isso significa obter escritórios mais inteligentes. Por exemplo, passa a ser mais fácil saber quando estão ocupados, se estão disponíveis ou não em determinada ocasião, e regular o seu consumo de energia de acordo com o seu uso.

Também contribuirão para reduzir a frustração e o tempo que se perde com toda a logística da empresa. Regular a temperatura ou controlar o stock de material são dois exemplos. Com os edifícios inteligentes, muitos processos serão automatizados e graças a eles o local de trabalho será um local mais agradável.

Locais de trabalho mais sustentáveis

A sustentabilidade é um dos pilares do desenvolvimento de cidades sustentáveis. As zonas urbanas (e as empresas que as integram) são altamente poluentes, e um dos objetivos das Smart Cities que também poluem, é reduzir ao máximo essa poluição.

Tecnologia liga e dá seguimento a um conjunto de tarefas de foma mais ágil
Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

Um negócio que opera numa cidade inteligente está integrado no seu modelo sustentável, e isso reflete-se na forma como trata seus resíduos, como gere de forma eficiente o consumo de energia ou a ética para com os seus empregados.

A preocupação com o meio ambiente e com a sociedade são marcas da identidade das cidades inteligentes. Além disso, cada vez mais os utilizadores exigem que tudo ao seu redor seja sustentável para que as empresas que atuam em cidades sustentáveis melhorem a sua relação com eles obtendo mais resultados.

Favorecem a inovação

Para que uma cidade inteligente continue a ser eficiente com o passar do tempo, é importante que atualize as suas tecnologias e estratégias para cumprir seu com os seus objetivos.

Economias que também são mais inteligentes

As novas tecnologias e as empresas que surgem em torno do desenvolvimento das Smart Cities já se mostraram muito importantes para impulsionar a economia, além de proporcionar altos níveis de inovação em vários aspectos.

O 5G como ferramenta de comunicação no espaço urbano
Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

Por exemplo, numa grande cidade, os sensores instalados nas ruas podem indicar que caminhos ou estradas estão congestionadas com mais frequência, e as empresas fornecem soluções de transporte que beneficiam aqueles que precisam se deslocar por essas rotas (para as tornar mais rápidas), ajudando também na redução da poluição da cidade.

Portanto, as Smart Cities têm a capacidade de melhorar significativamente a vida de quem aí vive e trabalha, e os seus efeitos também são muito positivos para as empresas, que graças a isso, alcançam mais vantagens, sustentabilidade e eficiência nas suas operações.

A tecnologia 5G e as empresas

E claro está, que é impossível falar de inovação e cidades inteligentes sem falar da internet, e mais precisamente a chegada da cobertura da rede 5G e o impacto que terá nas empresas.

O acesso ao 5G permitirá às PMEs implementar serviços e tecnologias que até agora estavam disponíveis apenas para grandes organizações com alto poder aquisitivo.

O 5G vai definir um novo rumo para o desenvolvimento das empresas, pois permitirá maior e melhor automatização dos processos e maior optimização de recursos. A possibilidade de conectar mais elementos e equipamentos à internet facilitará o trabalho à distância, poupando custos de manutenção e viagens do pessoal.

Outra vantagem da 5G para PMEs é que permitirá que seja usada de maneira mais ampla. Isso permitirá que as empresas não tenham que comprar e manter servidores nos locais, nem será necessário manter uma rede física para que os computadores e equipamentos de uma empresa se conectem à internet de alta velocidade.

Tecnologia permite manter o foco no cliente e consumidores
Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

A entrada da 5G no mundo dos negócios também permitirá um melhor aproveitamento do potencial dos softwares de Inteligência Artificial, seja para fins externos ou internos. Por exemplo, a nível de marketing, será possível analisar o comportamento do cliente graças a conexões mais rápidas e seguras.

Outro exemplo são as ferramentas de Machine Learning que recolhem informações e que aprendem com isso para melhorar os processos de negócios e para resolver automaticamente problemas inesperados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

8 − four =