Associação GS1 Portugal reforça posicionamento

A entidade responsável pela gestão de códigos de barras relança a estratégia de Comunicação para tornar mais clara, e percetível a atuação da Associação no mercado nacional e a relevância dos serviços que disponibiliza.

A GS1 Portugal é a entidade nacional que gere os “códigos de barras”. Fundada em 1985 pela Indústria da Produção e do Retalho, a associação portuguesa é uma das 112 organizações-membro da GS1, a organização que em todo o mundo desenvolve, adota e implementa normas no Sistema GS1, o código de barras mais comum e que revolucionou a forma de fazer negócios.

A Associação, que em Portugal reúne cerca de 8.000 empresas de diferentes setores de atividade, está a rever o seu plano de comunicação para aumentar a visibilidade e corrigir o posicionamento de uma das mais relevantes entidades, responsável pela adoção e implementação de normas que revolucionam a forma de fazer negócio, em setores tão diversificados como o Retalho e Bens de Consumo, a Administração Pública ou a Saúde.

“A GS1 é hoje mais do que uma organização de standards comerciais, assumindo-se enquanto agente neutro na rede de parceiros”

Para João de Castro Guimarães, Diretor-Executivo da GS1 Portugal, “a realidade de atuação da GS1 Portugal é hoje claramente distinta do início da sua atividade, quando em 1985 a Associação introduziu o sistema de códigos de barras uniformizados em Portugal. A GS1 é hoje mais do que uma organização de standards comerciais, assumindo-se enquanto agente neutro na rede de parceiros que colaboram para melhorar a eficiência das operações, a qualidade da informação comercial, promover o desenvolvimento dos negócios e a partilha de boas práticas numa comunidade empresarial, vital ao sucesso do mercado”.

As grandes tendências globais – identificadas no estudo The Future Value Chain, realizado com o apoio GS1 Global, e que apontam para uma maior preocupação com a sustentabilidade, saúde e bem-estar, segurança alimentar e economia end-to-end – estão na base da definição das prioridades da GS1 Global, designadamente a transparência, fidelização do cliente, rastreabilidade e modelo de loja de futuro.

Essas prioridades, também consideradas pela GS1 Portugal, aconselham um posicionamento neutro da Associação, enquanto agente promotor de uma rede colaborativa de parceiros de negócio e fomentador a unidade de ação entre as empresas sempre com o objetivo final da satisfação do cliente. Desta forma, a inovação, a garantia da qualidade dos dados dos produtos e a promoção da partilha segura de informação fidedigna ao longo das cadeias de valor são prioridades no trabalho diário da GS1 Portugal.

“A Associação assegura que a informação dos serviços, produtos, bens e ativos dos seus Associados é identificada, capturada e partilhada com os seus parceiros comerciais – e recebida por estes com a mesma exatidão e rigor, em qualquer ponto da cadeia de abastecimento, em qualquer parte do mundo”, sublinha, em comunicado, garantindo que “o caráter neutro e sem fins lucrativos permite à GS1 Portugal reunir hoje empresas de toda a cadeia de valor, muitas vezes concorrentes entre si.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

18 − 18 =