Boa-Bao: o sucesso do restaurante asiático de Lisboa que chegou a Barcelona

Foto: Boa-Bao

Nos dias de hoje ainda é possível encontrar histórias de sucesso em áreas como a restauração, como o caso do restaurante asiático em Lisboa, Boa-Bao, um dos estabelecimentos que vem inspirando todos os empreendedores no ramo.

O início deste restaurante foi marcado na baixa de Lisboa, mas depressa se expandiu para a cidade do Porto. Recentemente, o restaurante conseguiu levar o seu conceito mais longe, internacionalizando a marca.

Conheça esta história de sucesso e inspire-se para criar a sua própria caminhada.

Boa-Bao: de Lisboa para a cidade de Barcelona

O primeiro restaurante asiático Boa-Bao abriu na baixa de Lisboa no ano de 2017 e já trazia um conceito único e inovador. O sucesso deste restaurante lisboeta foi imediato e no ano seguinte, em 2018, a expansão tomou lugar na cidade do Porto.

No terceiro ano desde a sua abertura, o restaurante asiático de Lisboa decidiu ir mais longe, expandido todo o seu conceito para a cidade de Barcelona – por existir uma falta deste tipo de oferta na cidade.

Atualmente, junto ao Passeig de Grácia no Bairro Eixample, pode encontrar o restaurante constituído por dois andares e 140 lugares, mas não só. Este novo estabelecimento tem duas cozinhas e um bar na entrada. Já a decoração é muito semelhante aos espaços portugueses.

Das duas cozinhas saem pratos muito semelhantes aos dos restaurantes portugueses – com cozinha pan-asiática. Alguns exemplos são gua baos, sopas grandes, pratos de caril, pratos no wok e muito mais.

A nível de bebidas, a elaboração foi feita por criativos locais para que seja mantida um pouco da cultura da cidade.

No Boa-Bao, pode viajar até à Tailândia, Vietname, Laos, Camboja, Malásia, Indonésia, Filipinas, Coreia, Japão e China: tudo sem sair do restaurante.

A internacionalização de sucesso do restaurante asiático de Lisboa

O conceito do restaurante fez toda a diferença na sua história de sucesso, pois a ideia é que qualquer pessoa possa viajar o Oriente sem sair do restaurante. Tentador, não? Claro que apesar de simples, o conceito levou a um grande sucesso, o que permitiu uma internacionalização no terceiro “ano de vida” da marca.

Mas muitos aspetos foram tidos em conta no momento de sair de Portugal e investir numa cidade espanhola e alguns deles são, inclusivamente, divulgados pela marca.

A cultura espanhola é importante, portanto os criativos locais deram apoio

O restaurante asiático podia, apenas, aproveitar o conceito inicial colocado em prática em Lisboa e levá-lo até à cidade espanhola, mas não o fez. Ao invés, colaborou com criativos locais para a elaboração dos cocktails.

Esta é uma das principais regras se pretende ir além de Portugal com a sua marca: deve ter em consideração a cultura do local. De nada serve levar o conceito a 100% de Portugal para outra cidade, pois o que faz sentido em Portugal, pode não ser algo que leve ao sucesso em outras cidades.

Estude bem a cultura e implemente alterações ao plano inicial se necessário.

Estude a área geográfica em que pretende investir

A escassez de restaurantes com foco no oriente foi o que levou à escolha de Barcelona. Se, por outro lado, a cidade estivesse repleta de restaurantes que oferecessem os mesmos pratos, o resultado seria “apenas mais um restaurante”.

Esta é outra lição que deve retirar da história do restaurante asiático Boa-Bao: estude a área geográfica em que pretende investir. Já existem muitos restaurantes com a mesma finalidade que o seu? Em caso negativo, já existiram anteriormente e foram encerrados? Se sim, porque encerraram?

Descobrir toda a informação sobre a área geográfica pode aumentar as suas hipóteses de sucesso.

Ser autêntico e fazer um estudo adequado foi o que resultou com o restaurante asiático de Lisboa. Inspire-se e crie a sua própria história.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

7 − 5 =