Miap, Kitchen Villages e Fumeiro do Mar vencem segunda edição do From Start-to-Table

Foto de Startup Lisboa

O Demo Day da segunda edição do From Start-to-Table, avaliou os 24 projetos acelerados pelo programa da Startup Lisboa nas áreas do ecossistema da restauração. Cada um dos três projetos vencedores ganhou 10 mil euros para investir nos próximos passos do negócio.

A segunda edição do From Start-to-Table teve, pela primeira vez, três categorias a concurso: Tecnologia para Restauração, Novos Conceitos de Restauração e Produtos Inovadores de Food and Beverage.

Os vencedores:

Na categoria de Tecnologia para Restauração, o vencedor foi aMiap, uma plataforma digital para restaurantes, bares e hotéis para pedidos e pagamento em apenas 30 segundos.

Sylvain Moreau, co-fundador da Miap, explicou que o programa foi uma experiência reveladora da realidade da restauração e da tecnologia. “Queremos crescer rápido em França, Portugal, e no resto da Europa e, depois do From Start-to-Table, temos as ferramentas e meios para sermos bem sucedidos”, contam Sylvain, 37 anos, francês, com experiência em grandes marcas do turismo como a E-Dreams, Booking e mais recentemente empreendedor na sector das viagens online e Stéphanie Lengelé, 29, belga e ex-quadro de marketing and product development em tecnológicas como a Phillips.

Na categoria de Novos Conceitos de Restauração, a startup vencedora foi aKitchen Villages, uma rede de contentores-cozinha que permite a todos os que se querem lançar na actividade da restauração, o aluguer de um espaço de produção num modelo kitchen-as-a service e servindo uma tendência actual de novos conceitos de restauração assentes no delivery.

Margarida Costa, 31 anos, e Frederico Pires, 37 anos, ambos com experiência em consultoria estratégica e fundadores da Kitchen Villages, falaram sobre a evolução do seu projeto durante o programa: “Chegámos aqui com um conceito engraçado e conseguimos, com o acesso à rede do From Start-to-Table, tornar um conceito num negócio. Foi importante a facilidade com que conseguimos falar com pessoas do mercado, ligadas à área da restauração, que nos ajudaram a validar e a evoluir o nosso conceito”.

Na nova categoria de Produtos Inovadores de Food and Beverage, a startup vencedora foi aFumeiro do Mar, um projeto que produz cavala fumada naturalmente, oferecendo ao mercado a possibilidade de diversificar o consumo de peixe, de forma sustentável, assumindo-se como uma alternativa ao consumo de outras espécies sobre consumidas, como por exemplo a sardinha.

“Este programa foi um tesouro em termos de ajuda, de descoberta e de melhoramento. Com este prémio, vamos poder constituir a empresa e ter um espaço para começar a comercializar”, conta Margarida Medlam, 54 anos, bioquímica e fundadora da Fumeiro do Mar.

No Demo Day do From Start-to-Table, que decorreu no dia 10 de dezembro, os participantes apresentaram o trabalho desenvolvido, durante o programa, nos 24 projetos. Fizeram parte do júri Miguel Fontes (Startup Lisboa), Nuno Alves (Turismo de Portugal), Eunice Costa (Delta Cafés), Nuno Pinto Magalhães (Central de Cervejas), Celine Abecassis-Moedas (CTIE da Católica Lisbon School of Business and Economics), Tiago Quaresma (AHRESP) e Margarida Figueiredo (Câmara Municipal de Lisboa). Para além dos dez mil euros, cada uma das três equipas vencedoras, terá acesso à incubação direta e gratuita na Startup Lisboa durante 6 meses.

Esta segunda edição do programa de aceleração recebeu 150 candidaturas de mais de 32 países, um aumento significativo nas candidaturas internacionais que chegaram aos 57%. Depois de uma pré-seleção, o From Start-to-Table reuniu um júri composto por parceiros e escolheu as 25 equipas e fundadores para participarem no programa que decorreu entre 12 de outubro e 10 de dezembro.

Durante 9 semanas, os empreendedores dos 24 projetos trabalharam na prototipagem e validação do seu conceito, serviço e produto. Tiveram acesso a especialistas do ecossistema durante workshops, mais de 260 horas de mentoria com players e investidores relevantes do ecossistema e mais de 40 horas de sessões de acompanhamento individualizado com equipa do From Start-to-Table. Esta edição contou com 43 participantes (54% mulheres), de 12 nacionalidades: EUA, Reino Unido, Brasil, Canadá, Israel, Alemanha, Ucrânia, Espanha, França, Bélgica, Itália e Portugal.

“Para o ano cá estaremos”

Na hora da entrega dos prémios, foi evidente a satisfação dos parceiros que teceram vários elogios às equipas e aos projectos apresentados e que garantiram o seu compromisso para o apoio à terceira edição do programa.

Rita Marques, Secretária de Estado do Turismo, reafirmou o compromisso do Governo com a promoção de instrumentos que ajudem a promover a inovação e o empreendedorismo no sector. Nuno Pinto Magalhães (Central de Cervejas) reforçou a vontade de apoiar a próxima edição do programa e aproveitou o momento para desvendar um pouco o futuro do número 20 da Rua Nova da Trindade, onde decorreu o evento: “É com grande expectativa que iremos, entre outras iniciativas, acolher o futuro espaço de incubação da Startup Lisboa integralmente dedicado aos projetos de food and beverage”.

Eunice Costa (Delta) teceu vários elogios às equipas: “É com muito gosto que abrimos as nossas portas a projetos onde inovação é a marca, numa empresa como a Delta, onde a inovação é tão crítica”.

João Paulo Saraiva, vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa e Presidente da Startup Lisboa esclareceu a importância do programa para a cidade: “Este tipo de programas que a Startup Lisboa desenvolve têm uma importância fundamental para o desenvolvimento do empreendedorismo na cidade. Lisboa precisa de projetos que sejam sustentáveis e, nos prémios vencedores, estava presente esse espírito da capital verde. É importante para a cidade o core destas iniciativas mas também o valor que trazem para que ela se torne uma cidade mais sustentável, dinâmica e empreendedora a pensar nas gerações vindouras.”

Ao encerrar a sessão, Miguel Fontes, director executivo da Startup Lisboa, anunciou que, no próximo ano, a Startup Lisboa vai promover uma nova edição deste programa “que se afirmou já como o programa de referência no sector da restauração” e agradeceu aos parceiros a confiança demonstrada na Startup Lisboa e hoje reafirmada perante todos.

From Start-to-Table é o programa de aceleração da Startup Lisboa para negócios ligados ao ecossistema da restauração com foco em 3 categorias: Tecnologia para restauração, Novos conceitos de restauração e Produtos inovadores de food & beverage. Na sua primeira edição, o programa premiou vários projetos: a Why Not Soda, uma marca de sumos biológicos feitos em Portugal, a TempJobs, um marketplace de trabalhadores independentes para a indústria da restauração e ainda a Breadfast, um serviço de entrega de pequeno-almoço ao domicílio, que foi comprada pela EatTasty em maio deste ano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

10 + seven =