Casa do Impacto acelera startups da área ambiental

Foto de Casa do Impacto / Triggers

Triggers é o novo programa da Casa do Impacto para acelerar projetos ambientais. A iniciativa do hub de empreendedorismo da Santa Casa da Misericórdia reforça a área da inovação na sustentabilidade promovendo projetos e startups da área ambiental.

“Sabemos que Lisboa tem agora a oportunidade única de posicionar-se como a capital europeia do impacto e contagiar a mudança. Esta oportunidade só poderá acontecer através da promoção do empreendedorismo de impacto e de uma comunidade envolvida, capacitada e responsável, tal como se prevê desde o Acordo de Paris” defende Inês Sequeira, diretora da Casa do Impacto. “Com o Triggers, os ativistas e empreendedores ambientais passam a ter um lugar onde estar e onde criar, para agir agora”, acrescenta.

O programa foi lançado hoje no stand da Casa do Impacto na Web Summit e vai decorrer entre Janeiro e Junho de 2022, acelerando gratuitamente até 25 equipas que revelem motivação e competências para o empreendedorismo de impacto focado na sustentabilidade ambiental do planeta.

As candidaturas decorrem até ao dia 7 de Janeiro de 2022 e os empreendedores terão acesso a uma pool de players e ferramentas que lhes vai permitir desenvolver as suas soluções inovadoras para a neutralidade carbónica em 2050, como parte da iniciativa global  para regular o desequilíbrio ambiental.

“O envolvimento de todos os stakeholders neste movimento é estruturante para o sucesso da transição climática justa. Tem de ser agora, e tem de ser com o envolvimento de todos: pessoas individuais, empresas, organizações sociais e empreendedores”, sublinha Inês Sequeira. Com esta iniciática a Casa do Impacto pretende estabelecer conexões com empresas globais parceiras do programa, para “facilitar a implementação dos negócios pela partilha de conhecimento e sinergias intersetoriais entre entidades públicas, privadas, sociais e empreendedores”, esclarece.

Também para projetos de impacto ambiental e social, a Casa do Impacto tem a decorrer, até ao dia 30 de novembro, candidaturas para o programa de investimento +PLUS. No total são 500 mil euros a ser distribuídos por projetos em fase de testing e scaling, de acordo com o mecanismo de pagamento por resultados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

15 − 4 =