Cinco Estratégias para Compras de Natal Seguras no E-Commerce

Foto de Nataliya Vaitkevich em Pexels

No mês de dezembro, onde as compras online atingem o pico, é crucial para os consumidores estarem cientes das potenciais ameaças cibernéticas, como fraudes e phishing. Adotar práticas proativas pode reduzir significativamente os riscos associados a transações online, protegendo dados sensíveis, especialmente informações bancárias.

Ricardo Anastácio, CISO da Opensoft, empresa especializada em soluções tecnológicas, oferece aos leitores do Empreendedor cinco conselhos essenciais para garantir uma experiência de e-commerce mais segura durante o aumento das compras de Natal. A empresa destaca a importância de escolher plataformas seguras, utilizar autenticação de dois fatores, ativar notificações bancárias, verificar a reputação do site e adotar uma postura cuidadosa em relação a comunicações suspeitas.

1 | Conexões Seguras

Ricardo Anastácio destaca a importância de utilizar plataformas que oferecem conexões seguras, evidenciadas pelo ícone do cadeado na barra de endereços. Este indicador garante a legitimidade do site, proporcionando aos consumidores confiança na segurança das transações.

Foto de Julia Larson em Pexels

2 | Autenticação de Dois Fatores

O responsável da Opensoft recomenda a escolha de plataformas que suportam a autenticação de dois fatores. Esta camada adicional de segurança, disponível em aplicações como PayPal e MBWay, protege contra acessos não autorizados e oferece uma verificação extra em transações financeiras, mitigando riscos em caso de comprometimento de senhas.

3 | Notificações Bancárias

A ativação de notificações de transação nas plataformas bancárias é aconselhada para proporcionar aos consumidores conhecimento imediato sobre movimentos de conta, transferências ou pagamentos, reduzindo o tempo de reação a possíveis ataques cibernéticos.

Foto de Andrea Piacquadio em Pexels

4 | Verificação da Segurança do Site

Ricardo Anastácio destaca a importância de verificar a reputação do site antes de efetuar qualquer compra. Analisar testemunhos de outros utilizadores em fóruns e portais externos, como Deco Proteste, contribui para evitar plataformas com má reputação no e-commerce.

5 | Cautela com Comunicações Suspeitas

O gestor de segurança da Opensoft alerta para a ameaça de phishing e aconselha os consumidores a adotarem uma postura cuidadosa em relação a comunicações suspeitas. Evitar clicar em hiperligações ou fazer downloads de fontes duvidosas, como newsletters ou emails promocionais, é crucial para prevenir acessos não autorizados.

Estas estratégias, segundo Ricardo Anastácio, visam proteger ativamente dados confidenciais, especialmente informações bancárias. Ao incorporar estas práticas na rotina, os consumidores podem diminuir a probabilidade de vulnerabilidades cibernéticas, aumentando a capacidade de resposta a desafios de segurança durante as compras de Natal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

two × 1 =