Critical TechWorks quer contratar 500 profissionais em 2023

Na foto: Escritórios da Critical TechWorks

A Critical TechWorks está a reforçar o seu quadro de pessoal ambicionando contratar 500 colaboradores no decorrer de 2023, no âmbito do crescimento da joint venture com o Grupo BMW. Este reforço na equipa obriga também à mudança para um novo escritório em Lisboa.

Fundada em 2018, a Critical TechWorks é uma joint venture entre o BMW Group e a Critical Software que desenvolve soluções de engenharia de software, em áreas como condução autónoma, mobilidade, software de bordo, tecnologia para carros conectados, análise de dados, eletrificação, produção e logística.

A empresa fechou o ano de 2022 com mais de 2000 colaboradores nos seus escritórios do Porto e de Lisboa. Para 2023, a tecnológica pretende crescer 25%, aumentando a equipa em 500 colaboradores, particularmente em especialistas em linguagens de programação, engenharia de dados e cibersegurança, entre outras.

“Procuramos e valorizamos pessoas com espírito de resiliência, que queiram sempre fazer melhor sem receio de explorar a sua criatividade. Desenvolvemos um modelo de trabalho próprio, que impulsiona a autonomia e responsabilidade e queremos connosco todos as pessoas que procurem fazer a diferença em projetos que estão a transformar o futuro da mobilidade”, afirma Rui Cordeiro, CEO da Critical TechWorks.

Há quase cinco anos no mercado português, a tecnológica é responsável por desenvolvimento de soluções de software para o Grupo BMW. Com cerca de 200 projetos criados, entre produção e logística, venda e pós-venda, condução autónoma ou entretenimento, a empresa registou um forte crescimento do quadro de pessoal em 2022, que levou à mudança de instalações em Lisboa, para um novo escritório de 10 mil metros quadrados, no Poaque das Nações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

three × two =