EDP e BETA-I lançam programa de aceleração em Silicon Valley

Inscrições estão abertas até 28 de fevereiro

Programa Free Electrons é lançado em Silicon Valley
Foto: Pixabay

EDP, em parceria com outras 7 empresas de energia internacionais, e com o apoio da Beta-i, lançou em Silicon Valley a segunda edição do Free Electrons. Trata-se de uma programa de aceleração verdadeiramente global, no campo da Energia, cujo objetivo é promover o contacto com startups que desenvolvam soluções na área da mobilidade, energia limpa, eficiência energética e digitalização (Internet of Things, Big Data, Inteligência Artificial etc.).

O kick-off do programa foi uma oportunidade para todos os envolvidos neste  projeto poderem discutir os detalhes finais do programa, particularmente no que toca à sua estrutura e gestão. O Free Electrons será dividido em 3 módulos de aceleração, de cerca de uma semana cada, que terão lugar entre  maio e outubro de 2018.

As inscrições decorrem até 28 de fevereiro. O processo de seleção estende-se depois até meados de março, altura em que será feito o anúncio das startups selecionadas para se juntarem à semana de Bootcamp, a última fase eliminatória.

Os 8 membros fundadores do Free Electrons são a Ausnet Services (Austrália), DEWA (Dubai), EDP (Portugal), ESB (Irlanda), Innogy (Alemanha), Origin Energy (Austrália), SP Group (Singapura) e Tokyo Electric Power (Japão), com todo o programa a ter o apoio da Beta-i (Portugal).

Na opinião de Luís Manuel, administrador da EDP Inovação, “para nós, o Free Electrons é uma excelente plataforma, que vai permitir abrir o universo das utilities às startups, assegurando-lhes acesso a uma base global de clientes, enquanto aceleramos a integração de negócios com os vários parceiros. Honestamente, não conheço outra oportunidade melhor para uma startup que opere neste campo”.

Para Manuel Tânger, Chief Open Innovation Officer da Beta-i, “este programa gira todo em torno da captura de potencial e da geração de inovação através deste processo. Esta é uma ótima ocasião para utilities de 8 geografias diferentes unirem esforços e criarem algo único, tendo acesso à energia peculiar que as startups já estão a ajudar a gerar em várias outras indústrias. Parar nós, é um formato perfeito para sublinhar que a inovação pode ser resultado da parceria entre startups e grandes empresas, e de como isso será, cada vez mais, o novo normal.”

Ao longo do programa, os participantes vão trabalhar de perto com as utilities, mentores, e outros atores locais, de forma a acelerar o crescimento dos seus negócios. Depois do fecho das inscrições, a semana de Bootcamp terá lugar em Lisboa, no fim de março. A esta etapa segue-se o 1º Módulo, repartido entre Sydney e Melbourne (Austrália). O 2º Módulo arranca depois em Silicon Valley (EUA), com o encerramento marcado para Berlim (Alemanha), em Outubro, onde será revelado o vencedor.

 

Uma proposta vencedora

As utilities que fazem parte do Free Electrons são líderes nos seus sectores e mercados, com uma aposta estratégica na inovação. Este projeto é um testemunho do seu empenho em trabalhar em conjunto com as startups, no sentido de trazer para o futuro do sector todo um novo paradigma assente em energias limpas, eficientes e acessíveis.

Os 8 parceiros do programa operam em mais de 40 países, representando mais de 148 mil milhões de dólares em vendas combinadas, e tendo acesso a mais de 73 milhões de clientes finais em todo o mundo.

O Free Electrons estabelece a ligação entre as startups e os decisores e peritos de cada uma das 8 utilities, assegurando o acesso a um enorme potencial de negócio, via projetos piloto, parcerias, acordos comerciais ou investimentos.

A edição de 2017 do Free Electrons gerou mais de 2 milhões de dólares de receitas, resultado dos contractos assinados entre as 12 startups que concorreram e os 8 parceiros, com um pipeline de oportunidades de negócio futuro que ultrapassa os 12 milhões de dólares.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

nineteen − 13 =