Elisabete Guedes: “A equipa da Acredita Portugal mudou a nossa vida”

Elisabete Guedes/ Youbig

A Youbig é uma associação social sem fins lucrativos empenhada no combate ao bullying nas escolas e aos flagelos sociais que muitas vezes lhe estão associados e que podem afetar o desenvolvimento pessoal das crianças.

O projeto nasceu como Stop Bullying e foi o vencedor da 10ª Edição do Concurso Montepio Acredita Portugal, na categoria Empreendedorismo Social. A passagem para Associação Youbig permitiu alargar o âmbito da atividade, abordando temas mais diversos, como pandemia, obesidade infantil, abusos sexuais e boas maneiras, sem perder de vista o seu objetivo principal, sendo o Stop Bullying uma marca de produtos e serviços disponibilizados pela associação.

Liderado por Elisabete Guedes, a Youbig posiciona-se como “um projeto social que pretende ter um grande impacto na vida das crianças, na vida das famílias e no futuro da nossa sociedade.”

Através de histórias que se transformam em jogos divertidos, a associação pretende ensinar as crianças a partir dos 3 anos a identificar comportamentos negativos, para que saibam como se defender. “A nossa metodologia, ajuda as crianças – a partir do momento em que elas começam a consciência dos seus atos – a identificar situações menos positivas, dando-lhes a confiança necessária para as confrontar e evitando sequelas no seu futuro”, sublinha Elisabete Guedes.  

A solução que nasce de um problema

A ideia para desenvolver este projeto começou, como muitas iniciativas empreendedoras, de um problema pessoal para o qual se pretende encontrar uma solução.

“Eu sofri de bullying mal entrei na escola e isto marcou o meu desenvolvimento pessoal e profissional ao longo da minha vida”, recorda Elisabete Guedes. “Quando na escola da minha filha me disseram que a Sarinha não gostava de ir aos intervalos, isto gerou um alerta em mim e comecei a tentar perceber o que se passava.”

Elisabete Guedes criou a história da Cegonha Marcolina, para ajudar a sua filha: “A cegonha albina sofre de bullying e a Sarinha identifica os comportamentos negativos e torna-se defensora da sua amiga Marcolina. Percebi que precisava de dar continuidade a esta história de forma a trabalhar a segurança da Sara e a capacidade de se defender, assim nasce o Stop Bullying.”

Professora de vocação, Elisabete Guedes nunca conseguiu uma colocação regular, isso fez com que se dedicasse durante 15 anos a área do marketing, conciliando também com a formação de adultos. Simultaneamente escrevia histórias e peças de teatro para crianças e adultos o que acabou por lhe dar experiência para os jogos e histórias com que a Youbig pretende prevenir o sofrimento das crianças, tantas vezes é invisível às famílias e que deixa sequelas irreversíveis no seu desenvolvimento.

“Quando percebi que os amiguinhos da Sarinha adoravam jogar o Stop Bullying e a Marcolina, comecei a ter noção de que isto poderia ser algo válido para me candidatar a um concurso de ideias e validar” adianta. “Durante o Concurso da Acredita Portugal fui tendo noção da importância da equipa e das áreas que precisava de trabalhar, mas o mais importante de tudo era estar rodeada de pessoas que se identificassem com o projeto e partilhassem os mesmos valores.”

Equipa Youbig

Equipa vencedora

Além de Elisabete Guedes, CEO e fundadora, constituem a associação Youbig: João Organista, diretor Financeiro e cofundador; Abel Rei, diretor de Logística; Ana Paula Perrone, diretora de Produto e Marketing Digital; e Vera Santos, diretora de Marketing e Comunicação.

“Conheço o João e o Abel há mais de 20 anos e o nosso sonho sempre esteve ligado a criar algo que tornasse uma sociedade melhor. A Vera conhecia numa das empresas que trabalhei e admirava a sua honestidade, exigência e profissionalismo e a Ana Paula é o membro mais recente, mas com imenso conhecimento na parte empresarial que após várias conversas se identificou com o projeto, ajudou imenso na parte operacional e de forma natural juntou-se à equipa e começou a fazer parte deste nosso mundo”.

Testaram e aperfeiçoaram o projeto no Concurso Montepio Acredita Portugal, onde integraram o grupo de finalistas do concurso e acabaram vencendo o prémio de melhor projeto na categoria de Empreendedorismo Social.

a equipa da Acredita muda realmente a vida das pessoas

“Foi um descobrimento, uma surpresa enorme com que ninguém estava a contar. Aprendemos tanto, evoluímos tanto, crescemos tanto…” Todos os passos das diferentes fases do concurso são desafios, sublinha Elisabete Guedes. “Com os mentores tens logo um choque de realidade onde tens a noção de que não vai ser fácil, mas por outro lado motivam-te e mostram total disponibilidade para te ajudar. Poderia escrever páginas sobre tudo o que a Acredita nos trouxe de bom, mas acho que o mais importante é que a equipa da Acredita muda realmente a vida das pessoas.”

Claro que, sendo um concurso, a experiência mais marcante acaba por ser o anúncio da passagem à fase seguinte, até ao prémio final. “A equipa festejou cada momento com muito entusiasmo” mas, ao contrário de uma competição desportiva, onde o atleta depois de premiado pode descansar, num concurso de empreendedorismo após o prémio “todo o trabalho é a duplicar. O projeto venceu, agora tem de evoluir e sair para o mercado. Começamos a ter a noção de que agora sim, pertencemos ao mundo dos empreendedores.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

4 × 2 =