Estão abertas as inscrições para o “Índice da Excelência-2023”

Na foto: Troféus do prémio de 2022

O “Índice da Excelência” é um estudo de clima organizacional e desenvolvimento de capital humano. Realizado pela Neves de Almeida HR Consulting e pela Cegoc, em parceria com o ISCTE Executive Education, que acabam de anunciar a abertura de inscrições a todas as empresas, de forma gratuita, até ao final do ano de 2023. No entanto, e tal como nos anos anteriores, caso pretendam entrar no ranking de 2023 os questionários terão de ser respondidos até 15 de dezembro deste ano.

O estudo este ano, para além de analisar inquéritos que são feitos aos profissionais das empresas, de forma a aferir a opinião sobre um conjunto de práticas na organização, as expetativas e a forma como estes percecionam o ambiente profissional, procedeu a uma revisão no questionário que visa reforçar as componentes críticas para o contexto atual, como o nível de envolvimento para com a Organização, a capacidade de identificar os riscos de saída e possível turnover, e temas relacionados com o stress e bem-estar no trabalho, que é designado de wellbeing.

Na sua oitava edição, o Índice reforça o seu propósito de ferramenta de gestão disponibilizada às lideranças, permitindo aferir o alinhamento das suas pessoas com várias componentes Organizacionais, que impactam o seu envolvimento e compromisso, a capacidade de atração e retenção, bem como o desempenho. Adicionalmente, ao permitir uma comparação com o mercado, seja por dimensão ou por setor de atividade, posiciona as Organizações participantes face ao mesmo, possibilitando a identificação de prioridades de atuação e até boas práticas vigentes.

Ao longo do processo, e com a confidencialidade dos dados garantida, as empresas que participam são desafiadas, perante os seus resultados, a estabelecerem prioridades de atuação, bem como a serem mais criativas e inovadoras para desenvolverem uma cultura e práticas de excelência, de forma melhorar a satisfação, envolvimento e compromisso dos colaboradores, assim como dos resultados de negócio.

Acreditamos que esta 8.ª edição de 2023 traz um salto qualitativo considerável face ao contexto em que vivemos, aos desafios e às necessidades de informação de gestão crítica para que os líderes possam suportar objetivamente a priorização de iniciativas e a tomada de decisão”, afirma Gonçalo de Salis Amaral, Head of HR Consulting da Neves de Almeida HR Consulting.

A participação no estudo permite também que as empresas sejam reconhecidas pelos bons resultados, ganhando assim visibilidade que pode ter impacto no recrutamento e na forma como os stakeholders olham para organizações que são destacadas por boas práticas neste contexto.

O “Índice da Excelência” premeia ainda organizações em categorias globais de dimensão, que são definidas por número de colaboradores. São elas as categorias de grandes empresas (mais de 251 colaboradores), de médias empresas (entre 51 e 250) e de pequenas empresas (entre 11 e 50). As organizações também vão ser premiadas por setor macro de atividade, nas áreas: banca, seguros e serviços financeiros; indústria, construção e atividades produtivas; infraestruturas, transportes e logística; consultoria e serviços profissionais; hotelaria, turismo; desporto, ensino e serviços comunitários; retalho e comércio; saúde e farmacêuticas e tecnologia, media e telecomunicações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

4 − two =