Google Lançou o Gemini, Rival do ChatGPT, Afirmando Ser o Modelo de IA “Mais Capaz”

Na foto: Sundar Pichai, CEO do Google apresenta a IA Gemini (foto Google)

O chatbot Bard do Google dispõe, desde 6 de dezembro, de uma nova configuração com o novo modelo de Inteligência Artificial desenvolvido pelo Google. O Gemini é a resposta do Google ao Chat GPT e, por enquanto, apenas uma versão compacta estará em mais de 170 países e territórios. A versão Gemini mais poderosa será lançada em 2024, dependendo de “extensas verificações de confiança e segurança”, diz o Google.

O Google anunciou o lançamento do Gemini, a sua resposta ao ChatGPT da OpenAI. Integrado no chatbot Bard, o Google afirma que o Gemini é o modelo de IA “mais capaz” até agora, treinado em vídeo, imagens, áudio e texto.

O Gemini, apresentado como um avanço significativo, é descrito como “nativamente multimodal”, capacitado para trabalhar com texto, imagens e vídeo. O projeto visa posicionar o Google como líder mundial em IA, um ano após o lançamento do ChatGPT pela OpenAI.

A versão inicial do Gemini está disponível no chatbot Bard do Google para o idioma inglês, alcançando mais de 170 países e territórios. Também será disponibilizado para os programadores através da API do Google Cloud a partir de 13 de dezembro. Uma versão mais compacta, fornecendo respostas sugeridas para smartphones Pixel 8, já está disponível e o Gemini será integrado noutros produtos do Google, incluindo a pesquisa generativa, anúncios e Chrome nos próximos meses.

O CEO do Google e da Alphabet, Sundar Pichai, revelou-se otimista sobre o papel transformador da Inteligência Artificial (IA) na sociedade, destacando o potencial do modelo do Google para impulsionar inovações e melhorar vidas globalmente.

Ao abordar as rápidas mudanças tecnológicas, Sundar Pichai enfatizou que a transição para a IA é mais profunda do que as transições anteriores para dispositivos móveis ou para a web. Esta nova ferramenta cria oportunidades extraordinárias, abriundo novas ondas de inovação e progresso económico.

O Google planeia lançar versões adicionais do Gemini, classificadas como Ultra, Nano e Pro, cada uma com características específicas. A versão mais poderosa, Ultra, está programada para 2024, atualmente sujeita a verificações extensivas de confiança e segurança.

Para já o Gemini já está a ser implementado no chatbot Bard, prometendo melhorias significativas em raciocínio e planeamento. A vice-presidente do Google e gerente geral da Bard, Sissie Hsiao, destaca a capacidade multimodal do modelo, que melhorou significativamente as habilidades do Bard em tarefas como resumir conteúdo, brainstorming e redação.

O lançamento do Gemini é parte da estratégia do Google para manter-se competitivo no cenário de IA, seguindo a corrida iniciada pelo ChatGPT da OpenAI. A empresa enfatiza a importância da segurança e qualidade do Gemini, sublinhando o rigoroso processo de teste e colaboração com pesquisadores externos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

five + 6 =