GoParity representa Portugal nos World Summit Awards da ONU

Portugueses no World Summit Awards
Foto: World Summit Awards

A GoParity está na corrida para ser um dos 40 vencedores mundiais do World Summit Awards (WSA), uma competição das Nações Unidas que conta com a participação de 182 países. A shotlist é anunciada em novembro.

A GoParity é uma plataforma online (goparity.com/pt) que junta projetos de impacto social e ambiental à procura de financiamento a pessoas que queiram investir em negócios que promovam a sustentabilidade. Esta fintech, ou Impactech, está sediada na Casa do Impacto, em Lisboa, e tem como missão democratizar e desburocratizar o acesso destes projetos ao financiamento, bem como o acesso da sociedade civil a um investimento alternativo, permitindo carteiras a partir dos 20 euros.

“A GoParity é a primeira plataforma portuguesa de financiamento colaborativo onde qualquer cidadão pode ver as suas poupanças a serem rentabilizadas, com a vantagem de contribuir para um mundo melhor. Com este reconhecimento esperamos chegar a cada vez mais empreendedores e potenciais investidores para fazer crescer o ecossistema de impacto social e ambiental em Portugal e no mundo.” diz Nuno Brito Jorge, fundador e CEO da GoParity.

A Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações (APDC) foi a entidade que selecionou as oito startups que vão representar Portugal na competição mundial. O concurso da ONU tem agora uma fase eliminatória em novembro, quando será anunciada a shortlist mundial, e depois em dezembro o “Grand Jury” vai selecionar cinco projetos por cada uma das oito categorias: serão os 40 finalistas que vão participar no World Summit Awards Global Congress 2020 a acontecer em março, em Viena, a cerimónia em que serão eleitos os oito Global Champions.

O processo de seleção nacional foi coordenado por Roberto Carneiro, antigo ministro da Educação e elegeu, entre 30 projetos candidatos, os 8 representantes de Portugal, um por cada categoria a concurso. 

Além da GoParity, a concorrer na categoria “Environment & Green Energy”, foram ainda apurados meuParlamento.pt, na categoria “Government & Citizen Engagement”; SNS24, em “Health & Well Being”; TV T21 para “Learning & Education”; SENSEOS em “Culture & Tourism”; Internet of Cargo, na categoria de “Business & Commerce”; eParkio para “Smart Settlements & Urbanization”  e Dignitude na categoria de “Inclusion & Empowerment”.

Na edição de 2018, estiveram entre os 40 WSA Winners as apps nacionais “Via Verde mobility digital ecosystem” e “Body Interact”. Em 2017, foram também vencedores outros dois projetos portugueses: as apps SnapCity e Citypoints Cascais tendo esta última, sido eleita como um dos Global Champions do World Summit Awards.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

three × 3 =