Impress recebe investimento de 50 milhões de euros

Foto: Impress

Esta foi a maior ronda de investimento de sempre da Série A no sul Europeu. Com este financiamento a empresa pretende acelerar a expansão internacional da sua cadeia de clínicas e a digitalização dos serviços.

Um ano depois de inaugurar em Portugal a cadeia de clínicas especializadas em ortodontia invisível a Impress, acaba de fechar a maior ronda de investimento da Série A de sempre, na história da Europa do Sul, no valor de 50 milhões de euros.

A ronda de investimento é liderada pela CareCapital (uma das maiores firmas de PE com foco em odontologia), juntamente com Nickleby capital, UNIQA Ventures e um grupo de investidores veteranos. Todos os acionistas existentes, como a TA Ventures e a Bynd VC, também participaram e irão permitir à Impress acelerar a sua expansão internacional e revolucionar a experiência digital da ortodontia invisível.

Fundada há dois anos, em Barcelona, a Impress é liderada pelo chefe de ortodontia Dr. Khaled Kasem, membro da Sociedade Europeia de Ortodontia e com mais de 15 anos de experiência, e os empreendedores em série Dilara e Vladimir Lupenko que apostaram num modelo de negócio diferenciador, com foco numa rede médica própria e numa experiência ao paciente flexível e a acessível. Desde então, a cadeia de clínicas especializadas tem estado sob o radar de investimentos e focada no crescimento sustentável, tendo conseguido escalar o seu negócio para países como Portugal, Espanha, Itália, Reino Unido e França, onde já abriram 75 clínicas.

Apesar do contexto pandémico atual, a Impress tornou-se na empresa de health-tech com o crescimento mais rápido na Europa em 2020. Nos últimos 15 meses, a equipa cresceu em 10 vezes, passando de 25 para 250 pessoas, dos quais 150 profissionais de saúde especializados e 30 deles em Portugal. No mesmo período, aumentou a sua faturação em 13 vezes e aproxima-se de uma taxa de execução anual de 50 milhões de euros, sendo já uma empresa lucrativa, mas planeia aumentar esse valor para 150 milhões de euros no prazo de um ano.

“Mesmo com os obstáculos trazidos pela pandemia, a Impress conseguiu, não só crescer, como tornar-se líder europeu no mercado da ortodontia invisível. O facto de sermos uma health-tech fez-nos provar que a tecnologia e a saúde devem andar de mãos dadas e que o futuro passa pela revolução digital nos tratamentos ortodônticos” sublinha Diliara Lupenko, cofundadora da Impress.

“Acreditamos que é essa abordagem profundamente tecnológica que nos permite acompanhar o paciente de forma próxima, mesmo à distância, e antecipar quaisquer alterações ao plano inicial. Além disso, conseguimos tratar qualquer caso, desde os mais simples aos mais complexos, com uma taxa de sucesso elevada e num curto espaço de tempo, o que representa uma mais-valia para o paciente”, acrescenta Diliara.

Com o novo financiamento, a Impress pretende continuar a melhorar a experiência digital do tratamento e acelerar a sua expansão internacional, com a introdução no mercado alemão já nos próximos meses, estando já agendada a inauguração de clínicas em Berlim, Frankfurt e Hamburgo. Em Portugal, o investimento será rentabilizado na expansão para o Sul do país onde o acesso a tratamentos ortodônticos invisíveis é mais reduzido, estando, até ao momento, planeada a abertura de 10 clínicas em novas cidades do Alentejo e Algarve.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

11 + 6 =