Kitch angaria 3,25 milhões para investir na transição digital de restaurantes

Foto: Kitch

Rui Bento e Nuno Rodrigues são os fundadores da Kitch, uma startup tecnológica portuguesa com foco na digitalização de pequenos comércios de restauração. A startup anunciou uma ronda de financiamento Seed no montante de 3,25 milhões de euros, uma ação liderada pela Atlantic Food Labs, com a participação da Market One Capital, assim como dos investidores iniciais, Seedcamp e Mustard Seed MAZE.

Com esta ronda de financiamento, a Kitch posiciona-se como marca de tecnologia para a restauração, visando ajudar os restaurantes independentes na transição para o digital. A tecnologia proposta permite que os restaurantes tenham uma maior autonomia e um maior controlo, e que retenham a sua independência no negócio de vendas online.

A Kitch foi lançada em março de 2020, no momento em que a pandemia obrigava Portugal a entrar em estado de emergência. O objetivo inicial foi o de levar a casa das pessoas a comida dos restaurantes favoritos da cidade, até então largamente ausentes do delivery. A startup criou a tecnologia que permitiu que estes restaurantes tirassem maior partido das suas entregas, e lançou dois hubs de cozinhas virtuais em Lisboa para que estes restaurantes pudessem desenvolver conceitos pensados para entrega.

Com o agravar da pandemia e a falta de recursos dos restaurantes para gerirem os pedidos para take-away e delivery, a transição digital tornou-se fundamental para os restaurantes, nesse sentido, a startup propõe-se disponibilizar a sua tecnologia a todos os restaurantes que procuram ter um maior controlo sobre as suas vendas digitais.

“A missão da Kitch é permitir que os restaurantes possam vender os seus pratos online nas suas condições, e reter a sua independência no espaço digital”, explica Rui Bento, cofundador e CEO da Kitch. “Com a pandemia, o delivery passou a ser ainda mais procurado, e os restaurantes fizeram um enorme esforço para se adaptarem, o que tornou os desafios ainda mais evidentes: os custos altos, a complexidade operacional, e a perda de controlo. Sentimos que a Kitch poderia fazer a diferença, e estamos empenhados em disponibilizar e em continuar a desenvolver as ferramentas que permitem aos restaurantes recuperar o controlo e manter a sua independência no negócio digital”, diz ainda Rui Bento.

Atualmente integram a plataforma da Kitch restaurantes como o 100 Maneiras, Umikai, Boa-Bao, Amélia, Soão e Reco-Reco, como o objetivo de garantir maior autonomia e tirarem proveito do potencial de crescimento do negócio no digital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

20 − 11 =