Microsoft lança programa Pegasus para startups

programa Microsoft for Startups Pegasus pretende desbloquear oportunidades para startups
Foto de Turag Photography em Unsplash

Para a maioria das startups, entrar no mercado corporativo é um desafio. Os ciclos de vendas são longos, a conformidade regulamentar é assustadora e pode ser difícil garantir que seu produto possa lidar com a escala e a confiabilidade que os compradores corporativos exigem.

Com o Programa Microsoft for Startups Pegasus a empresa tecnológica pretende desbloquear oportunidades preenchendo a lacuna entre soluções de startups e desafios corporativos junto dos milhares de clientes da Microsoft.

O programa é uma extensão da plataforma Founders Hub e fornece suporte adicional às startups, gerando receita de primeira linha para aqueles que já alcançaram o ajuste do mercado de produtos em setores, incluindo IA, saúde e ciências biológicas, segurança cibernética e comércio a retalho.

A iniciativa destina-se a startups em estágio de crescimento, e o programa atua como um matchmaker, identificando clientes corporativos com desafios de negócios e conectando-os com as soluções certas para startups. No piloto, o programa já ajudou mais de cem startups a conseguir clientes corporativos, com um tamanho médio de negócios de 350 mil dólares.

“Muitas startups lutam quando se trata de vendas corporativas”, disse Andy Pandharikar, fundador e CEO da Commerce.AI, uma das startups que participou no piloto do programa. “Trabalhar com a Microsoft para Startups ajuda-nos a entender como os clientes corporativos veem e compram novos produtos inovadores e, por meio desse programa, conseguimos fechar quase 1 milhão de dólares em negócios.”

Por enquanto, o programa é apenas para convidados, sendo as startups selecionadas na comunidade do Founders Hub que já trabalha com a tecnologia Microsoft. O programa oferece geração de oportunidades; suporte de entrada no mercado; e acesso à tecnologia da Microsoft.

“Na Merck, buscamos inovação em tecnologias digitais de ciências da vida”, disse Geof Hannigan, Diretor Executivo e Cientista Principal da Merck. “Trabalhar com startups prontas para empresas, como as do Programa Pegasus, é importante para desenvolver tecnologias de habilitação digital que possam promover a descoberta e o desenvolvimento de medicamentos”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

fifteen + five =