Portugueses Consideram Dinheiro Físico um Meio de Pagamento Poluente

Foto de ededchechine no Freepik

Um estudo recente da Minsait Payments revela que 69% dos portugueses consideram o dinheiro físico como o método de pagamento mais poluente, seguido pelos pagamentos com cartões físicos (61%). Esta preocupação ambiental reflete uma tendência global, onde a digitalização dos pagamentos é vista como uma solução para reduzir o impacto ecológico.

O relatório destaca que 59% da população bancária estaria disposta a realizar pagamentos exclusivamente através de meios digitais, indicando uma mudança de comportamento significativa em direção à sustentabilidade. Além disso, a preferência pelo cartão de débito continua forte, sendo o método de pagamento mais utilizado em Portugal, com uma taxa de posse de 94,1%.

A crescente adoção de cartões pré-pagos também é evidente, especialmente nos últimos anos, onde a sua utilização duplicou em países como Portugal, atingindo uma taxa de 32,3%. Além disso, a tendência para utilizar cartões fabricados com materiais biodegradáveis ou reciclados está em ascensão, oferecendo uma alternativa mais sustentável aos cartões de plástico tradicionais.

Embora haja uma mudança positiva na perceção do público em relação ao impacto ambiental dos métodos de pagamento, o relatório destaca que ainda há espaço para medidas mais eficazes. Eliminar faturas ou recibos em papel, utilizar cartões de pagamento sustentáveis e procurar informações sobre o impacto ambiental dos pagamentos são algumas das medidas que os consumidores considerariam para reduzir o seu impacto ambiental.

Elaborado em colaboração com Analistas Financeiros Internacionais (AFI), o relatório da Minsait Payments reúne as opiniões de mais de 4.800 internautas bancários de Espanha, Itália, Portugal, Reino Unido e América Latina (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, México, Peru e a República Dominicana).

Em suma, os pagamentos digitais não só simplificam a gestão financeira, mas também contribuem significativamente para a redução do consumo de recursos naturais e a desflorestação. Este estudo destaca a importância de promover uma transição para métodos de pagamento mais sustentáveis, alinhados com os objetivos de preservação ambiental.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

seven + eight =