Seguradoras Apostam na IA para Melhorar Subscrição e Reduzir Fraudes

Foto de Jcomp em Freepik

Um estudo do Research Institute da Capgemini revela que 62% dos responsáveis do setor dos seguros acreditam que a Inteligência Artificial (IA) pode aprimorar a qualidade da subscrição e diminuir as fraudes. Apesar desse otimismo, apenas 43% dos segurados confiam e aceitam regularmente recomendações automáticas de ferramentas de análise preditiva.

As seguradoras enfrentam desafios significativos, com pressões inflacionistas levando os segurados a exigir prémios acessíveis e transparentes. No entanto, apenas 8% das seguradoras especializadas em Seguros do Ramo Não-Vida são consideradas “pioneiras” na utilização da IA para tomarem melhores decisões e avaliarem os riscos com mais precisão. Restrições organizacionais, sistemas de TI obsoletos e acesso insuficiente aos dados são algumas das barreiras identificadas.

Adam Denninger, Global Insurance Industry Leader da Capgemini, destaca a necessidade de as seguradoras modernizarem os seus sistemas e adotarem tecnologias avançadas para se manterem competitivas. Ele enfatiza a importância de envolver os segurados desde o início para obter a sua concordância, mantendo o “aspeto humano no circuito” para garantir que os modelos de IA/ML sejam compreensíveis e transparentes.

Além disso, o World Property & Casualty Insurance Report 2024 destaca a importância da obtenção de informação detalhada sobre os dados, com 83% das seguradoras acreditando que os modelos preditivos desempenham um papel crítico no futuro da subscrição. No entanto, apenas 27% afirmam possuir recursos avançados de subscrição.

A falta de controlo dos dados é identificada como prejudicial para o negócio principal das seguradoras, afetando a avaliação dos riscos e a solvabilidade das empresas. O estudo conclui que é essencial para as seguradoras superarem esses desafios e aproveitarem os benefícios da IA ao envolverem os segurados, modernizarem os seus sistemas e garantirem a integridade dos dados.

O World Property & Casualty Insurance Report 2024 baseia-se em informações provenientes de três fontes principais: o estudo Global Insurance Voice of the Customer 2024; o estudo Global Insurance Executives Survey 2024; e o Global Insurance Underwriters Survey 2024. Estes estudos cobrem 18 mercados, nomeadamente: Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, França, Alemanha, Hong Kong, Índia, Itália, Japão, Luxemburgo, Países Baixos, Noruega, Portugal, Espanha, Suécia, Reino Unido e EUA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

six + three =