Portugueses Preferem Transferências Imediatas e Cartões de Débito como Meios de Pagamento Principais

Foto de Pikisuperstar em Freepik

O XIII Relatório de Tendências de Meios de Pagamento, divulgado pela Minsait Payments, revela que as transferências imediatas e os cartões de débito foram os meios de pagamento mais utilizados pelos portugueses em 2023. Para pagamentos online, as transferências imediatas lideraram com 44,7%, enquanto as compras presenciais foram dominadas pelo cartão de débito, com 42,4%.

O estudo destaca que 53,4% dos portugueses possuem apenas uma conta bancária, enquanto 29,5% têm mais de uma. Além disso, Portugal é o terceiro país com maior uso de pagamentos contactless, com 59% da população optando por essa modalidade.

A bancarização atinge 92,6% dos adultos em Portugal, e 84,5% são utilizadores da internet. O uso do dinheiro vivo está em declínio, com os cartões bancários sendo os meios de pagamento mais populares: 94,1% dos portugueses possuem cartão de débito, 56,4% cartão de crédito e 32,3% cartões pré-pagos.

O país também se destaca pelo aumento da presença dos neobancos, com quase um terço da população operando com essas instituições. Apesar disso, os bancos tradicionais ainda dominam o fornecimento de cartões, especialmente nos cartões de crédito e débito.

O contexto dos pagamentos digitais e a sua perspetiva social e ambiental é uma das tendências analisadas em profundidade no XIII Relatório de Tendências dos Meios de Pagamento da Minsait Payments, que a empresa de tecnologia de pagamentos apresenta todos os anos e que constitui um ponto de referência para o setor dos pagamentos.

Elaborado em colaboração com a Analistas Financieros Internacionales (AFI), o relatório reúne as opiniões de mais de 4.800 internautas bancários de Espanha, Itália, Portugal, Reino Unido e América Latina (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, México, Peru e República Dominicana).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

ten + twenty =