Fundación Cepsa distingue quatro associações portuguesas

Associações sociais portuguesas distinguidas
Foto: Prémios ao Valor Social

A Fundación Cepsa atribuiu 50 mil euros a quatro associações portuguesas dedicadas a causas sociais. O donativo foi repartido pelos projetos apresentados pela Associação de Ajuda ao Recém-Nascido Banco do Bebé; Associação Algarvia de Pais e Amigos de Crianças Diminuídas Mentais; Agência Piaget para o Desenvolvimento; e Serviço Jesuíta aos Refugiados – Associação Humanitária.

A cerimónia de entrega dos Prémios ao Valor Social decorreu no dia 26 de fevereiro, no auditório do Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa. As candidaturas vencedoras foram selecionadas num total de 65 projetos de promoção da inclusão e bem-estar de grupos de pessoas em situação de vulnerabilidade.

Os Prémios ao Valor Social são a iniciativa com maior impacto no âmbito da ação social da Fundación Cepsa. O seu objetivo é reconhecer e impulsionar os projetos sociais que promovam a inclusão e o bem-estar de grupos ou pessoas em situação de vulnerabilidade social nos países ou localidades onde a Cepsa tem mais presença.

Os Prémios ao Valor Social são a iniciativa com maior impacto no âmbito da ação social da Fundación Cepsa.

As quatro instituições de solidariedade social distinguidas este ano estão na linha dos projetos premiados nas edições anteriores, com o foco em pessoas em situação de vulnerabilidade social, especialmente pessoas em situação de desemprego, dependentes de drogas, doentes, minorias étnicas, imigrantes, crianças, jovens e adolescentes, idosos, vítimas de violência doméstica, pessoas com incapacidade física ou intelectual e reclusos.

Vencedores da edição Prémios ao Valor Social 2018

  • Associação de Ajuda ao Recém-Nascido Banco do Bebé – Apoio domiciliário “Ser Mais Família” é um projeto desenvolvido por uma equipa multidisciplinar de voluntários que está disponível 24 horas. A intervenção é centrada na família, e incidindo em agregados em situação de risco social.
  • Associação Algarvia de Pais e Amigos de Crianças Diminuídas Mentais – “Crescer, com sentido(s) – Terapia Multissensorial Snoezelen e Ginásio Sensorial” é um serviço disponibilizado pela associação destinado a melhorar a qualidade de vida e desempenho dos utentes. O prémio vai permitir aumentar as instalações e equipamentos utilizados para a terapia.
  • Agência Piaget para o Desenvolvimento (APDES) – “De pequenino se constrói o caminho” é um projeto que visa promover a saúde mental e melhorar a qualidade de vida de crianças e jovens institucionalizados, vítimas de abusos, através de atividades para desenvolver o autocontrole e lidar com a ansiedade e a agressão.
  • Serviço Jesuíta aos Refugiados – Associação Humanitária – “Especiarias da minha terra – Capacitação socioprofissional de migrantes e refugiados na área de serviço doméstico e cozinha” destina-se a apoiar 40 imigrantes e refugiados em situação de extrema vulnerabilidade, através de um programa de formação socioprofissional, contribuindo assim para a sua plena integração na sociedade portuguesa.

Conceição Zagalo, Vereadora da Câmara Municipal de Lisboa e Presidente do Júri dos Prémios ao Valor Social 2018, destacou que “Em Portugal, os prémios ao Valor Social representam uma verdadeira fatia de leão no panorama social, ambiental, cultural e económico, pelo peso, seriedade, diversidade das áreas e organizações abrangidas ao longo dos anos, mas também pelo exemplo face a práticas congéneres noutras empresas no nosso país.”

Também a Vice-Presidente da Cepsa Portuguesa Petróleos, Ruth Breitenfeld, sublinhou “o compromisso da Cepsa com Portugal, quer no âmbito da nossa atividade comercial, mercado em que continuamos a crescer e a apostar, quer no âmbito do nosso compromisso social. O nosso voto é que sejamos cada vez mais, os que de forma ativa fazem parte deste nosso movimento persistente de solidariedade, que também aqui consigamos aplicar os nossos valores de melhoria contínua e liderança, com a segurança e sustentabilidade sempre presentes como pano de fundo.”

Em Portugal, em dez anos de existência, a iniciativa obteve mais de 592 candidaturas e apoiou 43 associações, o que representa mais de 450 mil euros destinados a ações sociais no âmbito destes prémios. Com iniciativas semelhantes no Brasil, Gibraltar, Canárias, Madrid, Huelva e Colômbia, os Prémios ao Valor Social contribuíram com mais de 2,5 milhões de euros para cerca de 18 mil beneficiários a nível global e já premiaram 296 projetos em todo o Mundo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

14 − 4 =