Quem devo contratar para criar um website?

Web Designer trabalhando num website
Foto de Campaign-Creators em Unsplash

Um dos serviços mais procurados nos últimos anos, tanto por pessoas a título individual como por empresas e outro tipo de entidades, é o de criar um website. Para quem não conhece as entrelinhas do sector tecnológico, vamos explicar alguns aspectos chave a conhecer antes de contratar este serviço ou de se lançar nesta aventura por conta própria, analisando as diferentes possibilidades em função da complexidade do website em questão.

Profissionais a contratar para cada tipo de website

Se já definiu quais são os principais objectivos do seu futuro website e quem é o público alvo que se espera que visite e utilize a página, poderá avaliar qual é a forma mais eficiente de desenvolver a página pretendida e obter os melhores resultados.

De seguida, vamos apresentar os vários cenários e as possíveis soluções a nível profissional.

Conheça alguns aspectos chave a considerar antes de criar um website para a sua empresa

Foto de Kaleidico em Unsplash

Página web básica

Nos dias de hoje existem numerosas plataformas, como o WordPress ou o WIX, que permitem construir websites de forma fácil e através de modelos pré-feitos, com um investimento mínimo, no sentido técnico. O custo investido neste aspecto dependerá do modelo ou funcionalidades que quer disponibilizar na plataforma em questão ou se compra um alojamento próprio para instalar o modelo de WordPress que escolha. Para criar um website com estas características, pode ser suficiente contratar um perfil de web design especializado na interface de utilizador.

Contar com um ou uma web designer vai proporcionar-lhe uma página completamente personalizada – apesar de partir de um modelo. Assim, irá assegurar que as imagens usadas contam com a qualidade suficiente, que são apelativas e que transmitem a mensagem pretendida. Irá também fazer com que a sua marca fique bem reflectida e que as suas visitas acedam de forma fácil e agradável à informação que procuram.

Em alguns casos, estes profissionais também oferecem serviços complementares, como encarregarem-se de manter o domínio, de ir introduzindo o conteúdo ou de dar uma breve formação para que possa fazer a sua autogestão. De uma forma geral,o preço para criar um website básico ronda os 300 euros, podendo oscilar entre os 120 euros e os 1400 euros.

Quem prefere construir um website próprio desde raiz deverá contar, no mínimo, com uma pessoa que seja web designer e outra que programe frontend, o que fará com que o preço médio se eleve e comece nos 1200 euros. Terá também de contar com os gastos associados à contratação dos serviços de alojamento e domínio.

Foto de Alvaro Reyes em Unsplash

Website com base de dados

Quando se pretende que o website em questão esteja conectado com uma base de dados, também existem várias opções em função da complexidade requerida. A partir de um website básico em WordPress, como descrito no ponto anterior, podem adicionar-se bases de dados para recolher informação dos utilizadores e das utilizadoras, incluindo plugins com esta funcionalidade. Desta forma será possível, no caso de uma opção limitada, adicionar ao website formulários simples e armazenar essa informação numa base de dados, que poderá ser usada posteriormente.

ontudo, quando se quer permitir o registo e a entrada de utilizadores e que mude conforme os dados associados a cada conta, oferecendo assim informação personalizada, será indispensável um maior trabalho em termos de programação e contratar ou programador ou uma programadora de backend. O orçamento deste perfil profissional encontra-se, normalmente, entre os 20 e os 45 euros por hora.

Para criar um website com loja online

Se o website que quer criar é uma loja online ou um e-commerce, também são várias as opções disponíveis. A opção mais simples consiste em usar uma plataforma de lojas online, como o Shopify, ou o Woocomerce. Tal como acontece com o WordPress para websites mais simples, o Shopify permite criar um website que poderá personalizar com a ajuda profissional de um ou de uma designer, cujo preço de contratação pode estar entre os 20 e os 75 euros por hora.

Por outro lado, está a opção de se criar uma página web e-commerce de raiz, que supõe um maior investimento numa equipa profissional para a sua criação e posterior manutenção. Para este tipo de projecto, será necessário contar com o mínimo de dois perfis, o de web design e o de programação backend. O custo para contratar uma equipa profissional deste género normalmente parte dos 5000 euros por mês, dependendo da complexidade do projecto que se necessite. De novo, não se deve esquecer dos gastos associados ao alojamento que, para estes casos, normalmente são mais elevados, bem como do domínio, que parte dos 10 euros por ano.

Foto de Le Buzz em Unsplash

Plataforma com funcionalidades específicas

Para além destes modelos de websites mais comuns, estão as plataformas e aplicações mais complexas, projectos que dificilmente se podem desenvolver através de plataformas já existentes. Assim, terão de ser criados à medida, de acordo com a finalidade e as melhorias que se pretendem adicionar. Conforme a envergadura do projecto, o orçamento disponível ou os tempos estabelecidos para a sua criação, será necessário contar com um maior número de profissionais das diferentes áreas associadas à criação web: desenho UI, desenho UX, programação backend e programação frontend.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

19 − 9 =