Recursos Humanos: Otimismo nas projeções de contratação para o segundo trimestre do ano

Foro de pch.vector no Freepik

A Projeção para a Criação Líquida de Emprego mostra tendência positiva no Employment Outlook Survey, do ManpowerGroup. Segundo o estudo, a espectativa para o segundo trimestre de 2023 revela um crescimento de 4 pontos percentuais face ao trimestre anterior.

As previsões de contratação mais otimistas dizem respeito aos setores dos Serviços de Comunicação, Tecnologias da Informação e Energia e Utilities. As Micro e as Pequenas empresas são as que mais pretendem reforçar as suas equipas.

Apesar da incerteza provocada pela guerra na Ucrânia, o menor pessimismo em relação à inflação e a previsão de algum dinamismo económico para os próximos meses provocaram uma evolução positiva nas perspetivas de contratação das empresas nacionais. Embora 50% dos empregadores esperem manter, no próximo trimestre, o seu atual número de colaboradores, 32% pretendem recrutar, enquanto 16% anteveem reduzir as suas equipas.

Os dados do ManpowerGroup Employment Outlook Survey, revelam uma Projeção para a Criação Líquida de Emprego de +16%, para o segundo trimestre de 2023, um valor já ajustado sazonalmente e que reflete uma  subida de 4 pontos percentuais face aos primeiros três meses do ano. No entanto, esta Projeção traduz ainda uma descida considerável de 13 pontos percentuais, quando comparada com o período homólogo de 2022, quando Portugal começava a sair do contexto da crise pandémica.

Apesar deste otimismo. os valores posicionam Portugal abaixo da média Global e da região da EMEA (Europa, Médio Oriente e África), com apenas oito países deste território a terem perspetivas de contratação mais pessimistas, entre os quais, Espanha, Grécia e Hungria.

“O ano de 2023 arrancou com uma previsão económica menos otimista, impulsionada pela subida acentuada da inflação e o aumento das taxas de juro, que provocaram, entre outros aspetos, a redução do poder de compra e da capacidade de investimento das empresas”, explica Rui Teixeira, Country Manager do ManpowerGroup Portugal.

“Apesar desta perspetiva desfavorável, os primeiros meses do ano permitiram à economia, nomeadamente a nacional, manter-se mais estável do que o esperado: a crise energética na Europa não se concretizou com a intensidade prevista e a inflação, apesar de elevada, parece tender a estabilizar. Esta conjuntura traz agora alguma esperança aos empregadores, que entram no segundo trimestre de 2023 com um maior otimismo nas intenções de contratação.”

O estudo trimestral do ManpowerGroup entrevistou mais de 38.000 empregadores, em 41 países e territórios.

Foto de wavebreakmedia_micro no Freepik

Bens e Serviços de Consumo com maior crescimento

Os setores de Serviços de Comunicação, Tecnologias da Informação e Energia e Utilities apresentam as previsões de contratação mais otimistas, mas é o de Bens e Serviços de Consumo o que mais cresce.

Os empregadores dos nove setores analisados em Portugal esperam aumentar as suas equipas no segundo trimestre do ano, e cinco destes registam sinais de maior dinamismo nas intenções de contratação, face aos primeiros meses de 2023. Por outro lado, oito dos setores reduzem as suas Projeções face ao período homólogo de 2022.

Os Serviços de Comunicação, que incluem telecomunicações e media, apresentam as perspetivas mais robustas, com uma Projeção para a Criação Líquida de Emprego de +35%, um valor que se destaca de forma significativa da média nacional e que traduz uma subida considerável de 17 pontos percentuais face ao trimestre anterior.

Entre os setores com a Projeção mais robusta surge também o das Tecnologias da Informação com +32%, o que representa uma subida de 4 pontos percentuais relativamente ao trimestre anterior, e uma descida semelhante face ao mesmo trimestre de 2022.

Também o setor de Energia e Utilities avança com uma Projeção saudável de +29%, mas que, na comparação com o trimestre passado, traduz uma diminuição de 14 pontos percentuais. Segue-se o setor de Bens e Serviços de Consumo, que contempla as atividades de Retalho, Distribuição, Hotelaria e Indústria de Bens de Consumo, e que apresenta uma Projeção de +16%, sendo o setor que mais cresce face aos primeiros meses do ano, com uma subida de 24 pontos percentuais. Já relativamente ao mesmo período de análise de 2022, a Projeção abranda 23 pontos percentuais.

O setor da Indústria Pesada e Materiais, que abrange os subsetores da Agricultura e Construção, apresenta uma Projeção favorável de +15%, mantendo-se estável face ao trimestre passado, com uma evolução de 2 pontos percentuais, mas um abrandamento considerável de 15 pontos percentuais face ao período homólogo de 2022. O mesmo comportamento é verificado no setor dos Transportes, Logística e Automoção, que situa a sua Projeção nos +14%, valor que se mantem estável face ao trimestre passado (mais 1 ponto percentual).

O setor das Finanças e Imobiliário avança igualmente com previsões otimistas para este segundo trimestre, com a Projeção a fixar-se nos +7%, mas com uma queda de 11 e 18 pontos percentuais face ao trimestre anterior e ao mesmo período do ano passado, respetivamente. Por fim, a área da Saúde e Ciências da Vida apresenta a Projeção mais conservadora, +3%, traduzindo uma ligeira descida de 3 pontos percentuais face ao primeiro trimestre do ano e de 19 pontos percentuais, se comparada com o mesmo período de 2022.

Foto de vwalakte no Freepik

Projeção mais forte no Grande Porto e mais moderada na Região Centro

Todas as regiões de Portugal apresentam previsões favoráveis quanto à evolução das contratações, no segundo trimestre de 2023, e apenas uma – a região centro – evolui negativamente face aos primeiros meses do ano. No entanto, quando comparadas com o período homólogo de 2022, há um abrandamento nas perspetivas de todas as regiões.

É, novamente, o Grande Porto que apresenta a Projeção para a Criação Líquida de Emprego mais sólida, com um valor de +29%, o que equivale a uma subida de 6 pontos percentuais face ao primeiro trimestre do presente ano e uma descida no mesmo valor em relação ao período homólogo de 2022.

Seguem-se depois a Grande Lisboa e a Região Sul, ambas com uma Projeção de +16%. Este valor revela um maior otimismo face ao trimestre passado, com as previsões de contratação a crescerem 8 e 4 pontos percentuais, respetivamente, face ao início do ano.

A Região Norte apresenta uma Projeção para a Criação Líquida de Emprego respeitável de +13%, o que equivale a uma evolução positiva de 4 pontos percentuais face ao último trimestre e um decréscimo de 6 pontos percentuais em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Com a Projeção mais modesta surge a Região Centro, com +4% e que revela uma descida tanto face aos meses anteriores como ao mesmo trimestre do ano passado, com um abrandamento em 17 e 32 pontos percentuais, respetivamente.  

Foto de yanalya no Freepik

Maiores intenções de contratação nas Micro e Pequenas empresas

As quatro categorias de empresas, independentemente da sua dimensão, preveem aumentar as suas equipas no segundo trimestre de 2023, bem como assumem uma evolução positiva face aos primeiros meses do presente ano. Por outro lado, apenas um tipo evolui positivamente face ao período homólogo do ano passado.

São as Microempresas as que avançam com a perspetiva mais dinâmica, com uma Projeção de +25%, o que traduz uma evolução considerável de 11 pontos percentuais, tanto comparativamente com o último trimestre como com o mesmo período do ano passado.

Seguem-se as empresas de Pequena Dimensão, com uma forte Projeção de +20%, e uma subida de 9 pontos percentuais face ao início do presente ano. Por fim, as Grande Empresas e as Médias Empresas apresentam Projeções favoráveis de +13% e +11%, respetivamente. No caso destas duas categorias, estes valores traduzem uma estabilidade face ao trimestre passado, ao crescerem apenas 1 ponto percentual.

Por outro lado, se comparada com o período homólogo de 2022, a Projeção mostra um decréscimo considerável de 19 pontos percentuais nas Grandes Empresas e de 17 pontos percentuais nas Médias Empresas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

nine + eighteen =