Setor da Pasta, Papel e Cartão: Exportações Representam Mais do Dobro das Importações

Foto de Vecstock em Freepik

O setor da pasta, papel e cartão destacou-se em 2023 com um volume de exportações totalizando 3.101 milhões de euros, segundo dados recentes do INE – Instituto Nacional de Estatística. Em contrapartida, as importações registraram um valor de 1.455 milhões de euros no mesmo período.

Estes números revelam um substancial saldo positivo na balança comercial do setor, com as exportações superando as importações em mais do dobro. Especificamente, as exportações foram 2.13 vezes superiores às importações, consolidando assim a significativa contribuição deste setor para o equilíbrio da balança comercial portuguesa.

O Diretor Geral da Biond, Gonçalo Almeida Simões, salienta que “estes números confirmam que somos, de forma consistente, uma bioindústria estratégica para Portugal”. Almeida Simões destaca o papel crucial deste setor na economia nacional, exportando para 170 mercados internacionais e gerando riqueza e emprego em Portugal. Além disso, ele enfatiza que Portugal é o maior produtor europeu de papel de escritório e o terceiro maior produtor de pasta de papel.

Além do impacto económico positivo, Almeida Simões realça o compromisso deste setor com questões ambientais e energéticas. “Este setor, representado pela Biond, é uma referência em ambiente e energia, e está na vanguarda na defesa do clima, contribuindo ativamente para a consolidação de uma economia circular e de baixo carbono”, afirma o Diretor Geral.

As exportações do setor da pasta, papel e cartão representaram 4% do valor total das exportações de bens em 2023, sublinhando ainda mais a sua importância na economia nacional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

eleven − 4 =