Student Keep doa mil computadores a escolas em apenas um mês

Imagem de StartupStockPhotos por Pixabay

O ensino à distância trouxe um novo desafio para aqueles que não tinham condições para frequentar as aulas online, quer por falta de equipamento informático, quer por não ter acesso à internet. O Student Keep surgiu, há dois meses, para colmatar essa lacuna tendo, só no último mês, recebido, tratado e entregue mil computadores a estudantes de norte a sul do país. A iniciativa conta com o apoio de várias pessoas e entidades parceiras que se associaram à causa.

O projeto surgiu, inicialmente, com o objetivo de unir pessoas com necessidades de equipamento e pessoas com equipamento ou recursos para ajudar – os chamados “keepers”. A iniciativa começou a ganhar impacto e visibilidade, contando com a participação de personalidades das mais diversas áreas e com a parceria de entidades como a Fundação Calouste Gulbenkian, a Fundação Benfica, a Fundação GALP, a CELFOCUS e a Web Summit.

Além de recolher os equipamentos, o Student Keep tem uma equipa de 140 voluntários de tecnologias da informação que realizam uma intervenção técnica aos equipamentos antes de estes serem entregues às escolas, de forma a assegurar que estão prontos a serem utilizados.

O projeto foi anunciado em março, mas foi, durante o mês de maio, que o projeto começou a gerar impacto, tendo alcançado o marco dos mil computadores entregues. “Estamos muito orgulhosos por realizar este anúncio. Temos uma equipa de voluntários que trabalhou no desenvolvimento da plataforma, de divulgação e de parcerias durante o primeiro mês e os resultados foram notórios neste segundo mês de atividade”, explica Rui Nuno Castro, responsável do projeto.

Os materiais têm sido entregues às escolas que, por sua vez, atribuem aos alunos que necessitam deste apoio. Apesar da conquista celebrada, Rui deixa um alerta: “ainda não é suficiente para suprimir as necessidades de todos os alunos em Portugal. Vemos uma evolução muito positiva do desconfinamento, contudo, muitos alunos continuam em casa e não podemos descurar a sua educação”.

O Student Keep tem também como parceiros a Primavera, a Integer Consulting, a EDP, a See Tickets, a Associação alphaCoimbra, a Fundação Vasco Vieira de Almeida, a Beta-i, a UCI, o OLX Group, a DECO Proteste, a AON, a Mixtrónica, a PLMJ, a ChicPetite, o IPN e a Arnaud.

Qualquer pessoa pode tornar-se um “Keeper”, basta para isso ter material informático, nomeadamente computador ou internet móvel, disponível para ceder ou emprestar, e inscrever-se através do formulário disponível em: www.studentkeep.org.

O projeto Student Keep pertence ao movimento #tech4COVID19, criado por um grupo de fundadores da comunidade tecnológica portuguesa que está a desenvolver soluções tecnológicas que ajudem a população a ultrapassar os desafios lançados pela pandemia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

fourteen + 16 =