Três tendências que vão marcar as telecomunicações em 2023

Imagem de Gerd Altmann em Pixabay

Após um ano que marcou as telecomunicações pela consolidação do 5G de forma alargada no território nacional, o início de 2023 mostra-se ideal para avaliar as principais tendências e desafios que marcarão este ano no setor.

Segundo a Weezie, empresa de software que oferece soluções de gestão de redes de fibra ótica, estas serão as principais linhas orientadoras do ano no setor:

1 | Tecnologias móveis: 5G e Internet of Things (IoT)

Apesar da sua força em 2022, 2023 será marcado pelo aumento de tecnologias móveis como o 5G e a IoT, bem como um aumento no investimento de redes de fibra ótica. Com a promessa de uma maior velocidade de internet e de uma maior capacidade de conexão, o 5G permitirá o desenvolvimento de aplicações inovadoras como a realidade aumentada. Além disso, a IoT, ao permitir que objetos do mundo real sejam conectados à internet, tornar-se-á uma tecnologia cada vez mais popular.

tendências nas telecomunicações
Imagem de Gerd Altmann em Pixabay

2 | Armazenamento em Cloud

O aumento da utilização de tecnologias em cloud será também uma tendência para o novo ano. Esta solução permitirá uma maior flexibilidade e escalabilidade dos servidores das empresas de telecomunicações bem como o uso de serviços de comunicação, como videoconferência e mensagens instantâneas, que podem ser consultadas em qualquer dispositivo, em qualquer lugar, apenas através de conexão à internet.

3 | Tecnologias de segurança cibernética

Como última tendência a apontar para o setor este ano, destaca-se o aumento do uso de tecnologias de segurança cibernética. À medida que estes tipos de ameaças aumentam, também as empresas de telecomunicações reforçam a sua preocupação com a proteção dos seus sistemas e dados. Isto inclui o uso de criptografia avançada bem como soluções de autenticação de dois fatores para proteger as comunicações e garantir a privacidade dos utilizadores.

Imagem de Gerd Altmann em Pixabay

A Weezie é uma empresa de software que oferece soluções de gestão de redes de fibra ótica. Em 2019 fechou uma ronda de financiamento de 525 mil euros, assegurada pela Novabase Capital em parceria com a Busy Angels. Há três anos, a Weezie foi avaliada, numa ronda Seed, em 3,5 milhões. Atualmente tem em curso uma nova ronda de investimento, a expectativa é de que a avaliação final seja, pelo menos, 10 vezes superior.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

16 − 15 =