ESA financia projetos inspirados no Espaço

Abriram candidaturas para a edição de 2018 da Small ARTES Applications
Foto: ESA

Estão abertas as candidaturas para o Small ARTES Applications 2018 que vai trazer para a Terra tecnologia desenvolvida para o Espaço com o objetivo de criar novos produtos e serviços.

O Instituto Pedro Nunes (IPN) abriu as candidaturas para o Small ARTES Applications 2018, um programa da Agência Espacial Europeia (ESA). O objetivo é apoiar projetos que utilizem ativos espaciais, como é o caso de comunicações ou navegação por satélite, observação da Terra e tecnologias usadas em voos espaciais tripulados, para criar novos produtos e serviços em mercados terrestres como transportes, energia, saúde, agricultura, ambiente ou segurança.

O Small ARTES Apps, é um programa nacional de incentivo à Investigação Avançada em Sistemas de Telecomunicações que tem um orçamento previsto para três projetos por ano. Cada empresa selecionada vai receber um financiamento máximo até 25 mil euros e apoio do IPN no estudo da viabilidade financeira e técnica. Os projetos aprovados vão ainda beneficiar de um relacionamento direto com a ESA que irá fortalecer tanto o seu modelo de negócio, como a sua componente técnica/espacial.

Até ao momento, este programa já apoiou oito projetos portugueses em áreas tão diversas como a segurança, agricultura, energia, recursos do mar, turismo ou envelhecimento. O Small ARTES Apps é coordenado em Portugal pelo IPN e tem o apoio direto da ESA, da Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) e do Gabinete do Espaço da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).

As candidaturas podem ser submetidas até ao dia 31 de maio de 2018 em: http://space.ipn.pt/pages/artes_call.

 

Tecnologia portuguesa aumenta segurança de dois aeroportos nacionais

Um dos projetos apurados em edições anteriores foi a empresa Present Technologies, sediada no Instituto Pedro Nunes, que recebeu o apoio do Small ARTES Apps em 2015 para testar a viabilidade do modelo de negócio do SWAIR (Space Weather and GNSS monitoring services for Air Navigation), um projeto focado na segurança da navegação aérea e que vai agora ser testado em dois aeroportos nacionais.

Graças ao apoio do Small ARTES Apps na fase inicial do projeto, o modelo de negócio e as relações com potenciais clientes foram otimizados, permitindo que o SWAIR avançasse até à fase atual de demonstração, sempre com o apoio do Instituto Pedro Nunes, enquanto embaixador do programa em Portugal. O SWAIR é o primeiro projeto apoiado pelo Small ARTES Apps em Portugal a atingir a maturidade de um demonstrador, estando já mais projetos demonstradores nacionais em preparação.

O SWAIR vai monitorizar em tempo real a qualidade dos sinais GNSS (sistema de navegação por satélite) em aeroportos, que pode ficar comprometida por questões relacionadas com ataques indevidos ao sinal ou causas naturais devidas a fenómenos de meteorologia espacial. Esta tecnologia permite melhorar as condições de decisão dos controladores de tráfego aéreo e aumentar a segurança durante as manobras de aproximação dos aviões aos aeroportos.

Este é um projeto coordenado pela Present Technologies em parceria com a Bluecover Technologies e a Universidade de Coimbra. Tem ainda a colaboração da NAV Portugal, da Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC), do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) e da NetJets Europe.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

sixteen + 13 =