O incrível poder de um pequeno passo

Empreender em Alto Impacto é inovar sem nunca desistir. ,
Foto: Lindsay Henwood / Unsplash

“São os erros que nos aproximam dos objetivos”. Parece simples, mas são estes pequenos passos que marcam a diferença do empreendedorismo de Alto Impacto.

A vida seria tão mais fácil se fosse feita de milagres, não é? Você está precisando de dinheiro e simplesmente ganha na loteria, está querendo trocar de emprego chega no seu e-mail uma maravilhosa proposta, está querendo namorar e alguém lhe chama para sair…

Está querendo empreender e a ideia maravilhosa cai no seu colo sem mais nem menos… Prontinha para você arrebentar!

Você está vendo alguma ironia aqui? Sim, tem muita ironia, eu sei…

As ideias que mudaram o mundo precisaram de ação

O PENSAMENTO REVOLUCIONÁRIO…

…É muito bom, e o Empreendedorismo de Alto Impacto (Startups) faz parte disso, você querer resolver um problema de um jeito muito diferente que vai gerar mudanças positivas no ambiente, vidas, sociedade e tantas outras coisas.

No entanto, raramente você acerta a mão do dia para a noite e causa tudo isso. Devido às explosões de vídeos que vemos e algumas tantas ideias interessantes, as pessoas tendem a acreditar que a exceção é a regra. Ou seja, fazer uma revolução empreendedora é algo mais simples.

O PEQUENO PASSO?

O que me chamou atenção para essa questão foi a palestra vencedora do concurso mundial de palestras em que o grande Darren LaCroix, mostra o quanto temos medo das quedas e dos erros para buscar nossos sonhos, mas que cada queda e erro nos leva mais adiante para nos aproximar dos objetivos.

Tudo o que precisamos é dar o primeiro passo e simplesmente continuar…

Parece simples, lindo de ver e até banal, mas raramente é o que acontece com a inovação em Empreendedorismo de Alto Impacto. E foi exatamente isso que me levou a escrever este artigo.

INFELIZMENTE, O MAIS PROVÁVEL…

O grande trabalho da inovação é o encaixe – no mundo das Startups e Empreendedorismo de Alto Impacto, chamamos de product/service fit – ou seja, você conseguir encontrar algo diferente e valioso que caia nas graças da expectativa de mercado. Lindo de ler, difícil de se fazer.

Esse trabalho de ir encaixando um no outro, raramente é tão imediato como grande parte das pessoas acredita. E o que de fato acontece? Dos poucos que vencem o medo de inovar, muitos desistem por não conquistarem resultados instantâneos.

É uma caminhada… E como já dizia o sábio proverbio chinês,

“Toda grande jornada começa com um primeiro passo.”

No entanto, ele precisa ser contínuo e muito consistente. E o engraçado disso é que a inovação – mesmo as disruptivas – são reféns deste clichê… Precisa começar e continuar para conseguir fazê-la acontecer.

O poder do pequeno passo é sagrado para a vida, tanto quanto é para a inovação. O fato aqui é estar na continuidade, passos que geram aprendizado, evolução, mas que não param nunca. Esperar por milagres é o jeito mais improvável de conseguir algo significativo, e mais demorado – não é à toa que se chamam milagres.

Agora, apostar nessa busca contínua é o jeito mais rápido, apesar de parecer uma peregrinação tão lenta. Você pode imaginar aquele monge tibetano caminhando tão lentamente que parece estar quase parado, mas ainda assim chega no destino. E esse é o ponto.

“As melhores oportunidades sempre aparecem para quem está em movimento…”

Este vídeo complementa a ideia do artigo sobre o tempo da ideia:

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

five + seven =