Qual é o seu Branding?

A imagem que transmite também é a sua marca
Foto: Antoine Beauvillain / Unsplash

Alguma vez pensou efetivamente qual é o seu Branding? Ou será que acha que Branding apenas se refere à parte empresarial?

Todos nós somos um produto em constante transformação o que nos leva a refletir que em termos de marketing e publicidade nós também somos vendáveis.

A gestão da sua marca pessoal é um ponto decisivo  e muito importante na hora de partir para o próprio negócio pois, na maior parte dos casos, a sua atividade responde pela marca que lhe está associada.

Trabalhe o seu Branding para que o mercado perceba o seu valor

Ligar o Branding apenas a uma parte da organização é errado porque nos vai toldar a perceção que temos do mercado. O Branding, atualmente, faz sentido se englobarmos a parte empresarial e a parte pessoal, pois a gestão de marca sendo um imperativo de sucesso nos dias de hoje, é também ela parte de um processo de integração de ideias, inovação e empreendedorismo.

Grandes organizações, nacionais e internacionais, vivem ainda sob a égide dos seus fundadores, o que provoca interações positivas se tivermos em conta que na sua maioria a fundação da empresa teve em conta um Reverse Branding, isto é, trabalhou-se primeiro o potencial do nome para, depois de criar a marca, agregar o seu real valor.

Existem casos ainda em que se dá um Rebranding mas este tema será abordado num próximo artigo. O fundamental aqui é saber se está a trabalhar a sua marca pessoal e se a sua organização evidencia marcas da sua gestão, do seu ADN empresarial.

Pode até não ter uma relevância direta na fundação da empresa, mas por certo irá querer deixar a sua marca. E que marca será essa? Qual será realmente o seu Branding dentro de uma organização? E sabe de que forma o irá trabalhar? Tal como uma organização, o seu Branding precisa de estar em sintonia com o mercado, criar empatia com os consumidores e transmitir confiança e transparência. Para isso, são necessárias horas de empenho, dedicação, suor e algumas lágrimas e no final alguma resiliência, mas o resultado depois fala por si.

Trabalhe o seu Branding de forma inteligente e aposte numa comunicação integrada para que o mercado perceba o seu valor.

Venda-se, porque a sua marca pessoal vai gerar as leads que necessita para o seu negócio e assim em vez de ganhar clientes, vai ganhar parceiros e amigos que o ajudarão a consolidar o seu Branding e comunicá-lo ao mundo.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

5 × one =