5 tendências da digitalização do setor imobiliário para 2023

Foto de Spotahome

A começar o novo ano, é tempo de traçar objetivos e de preparar a chegada de novos desafios, novas tendências e ainda mais oportunidades. A transformação digital é uma das mudanças em curso que mais tem acelerado ao longo dos últimos anos e deverá continuar a marcar as tendências nos diversos setores de atividade de que o mercado imobiliário não será exceção.

Atenta às mudanças no setor, a Spotahome, um marketplace de arrendamento de casas que alia a tecnologia ao setor imobiliário, analisou, para os leitores do Empreendedor, o papel que o digital terá no próximo ano para o mercado imobiliário e revela cinco tendências que irão consolidar a digitalização do setor:

1 | Análise de dados como base do negócio

O sucesso de um negócio está diretamente ligado com o quão direcionado e personalizado é e é aqui que entra a análise de dados. Com recurso a inteligência artificial, a análise de dados irá permitir obter conclusões sobre padrões de comportamento e ajustar as ofertas às necessidades dos investidores para que tomem decisões mais eficientes.

2 | Assinatura digital

O tempo das burocracias em papel vai ficar em 2022, pois em 2023 a tendência será optar pela assinatura digital. A papelada necessária para os negócios imobiliários é assim substituída por uma única assinatura que vem simplificar processos, economizar tempo e tornar o setor mais sustentável.

Foto de Spotahome

3 | Presença em múltiplos canais

Diz-se que “quem não aparece, esquece” e essa é uma regra extensível ao imobiliário. Em 2023, o ideal será optar por uma presença Omni canal e aproveitar todos os canais digitais para que uma única pesquisa resulte em múltiplas possibilidades. Interagir com potenciais interessados de propriedades e fazer valer o negócio é uma oportunidade que, a ser bem trabalhada no digital, apenas trará vantagens.

4 | Plataformas imobiliárias online

Ainda sobre a presença online, é possível destacar as novas plataformas imobiliárias como tendências crescentes do setor. Com recurso a alta tecnologia, estas plataformas agregam toda a informação, toda a rede de apoio e contactos, bem como todos os garantes de um processo imobiliário tradicional num só local acessível a todos. Estas plataformas assumem-se como soluções que vêm automatizar e facilitar processos que tradicionalmente são complexos

5 | Segurança online

Segurança é a palavra-chave para 2023, até porque se o futuro é digital, é impossível esquecer o tema da segurança e privacidade de dados. Informações falsas e crimes que envolvem inquilinos e proprietários fazem parte do lado negro do setor imobiliário, mas a tendência é apostar cada vez mais em soluções e parceiros tecnológicos que garantam a segurança de todo o processo.

A Spotahome é uma das startups que cresce mais rápido na Europa e está presente em Portugal desde 2018. Com um papel ativo no desenvolvimento tecnológico do setor imobiliário, a empresa fechou uma ronda de investimento de 25 milhões de euros que permitirá que a sua consolidação e plano de expansão nos países onde está presente, entre os quais Portugal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

5 × 2 =