A Internet em todo o lado

Para um visitante estrangeiro em Portugal o acesso à Internet só é possível recorrendo ao serviço que contratou no seu país de origem, tendo para esse efeito de pagar o roaming, ou através dos pontos de wi-fi gratuitos que apenas são relativamente acessíveis no espaço urbano, além de pouco seguros. Para um utilizador intensivo dos serviços disponibilizados pela Internet, visitar um país estrangeiro é muitas vezes um retrocesso à ‘pré-história’ ainda que nesse país a Internet esteja amplamente divulgada.

O problema, constatou Sérgio Candeias, não é a falta de cobertura ou de outros meios tecnológicos, mas simplesmente porque as operadoras não oferecem serviços de curta duração. Com efeito, a maioria dos serviços são vendidos em pacotes de multisserviço sujeitos a períodos de vinculação ou a uma tarifa mensal.

‘Como viajante pelos quatro cantos do Mundo, apercebi-me que nos últimos anos estar ou não estar ligado à Internet deixou de ser um mania e passou a ser uma necessidade. A economia de partilha é uma nova realidade e, na verdade, cada vez mais o consumidor demonstra ser mais racional na forma como usa o seu capital. Ou seja, porque deveremos comprar um equipamento Wi-fi Portátil + serviço de Internet de 24 meses, se apenas vamos necessitar utilizar durante 3 dias, 1 semana, 15 dias? Não fará mais sentido alugar e pagar apenas pelo período de utilização?’ Pergunta Sérgio Candeias.

Os clientes da BackpackWifi são os turistas que visitam Portugal, cuja fatura de telecomunicações é uma preocupação, porque pode atingir valores elevados. ‘Muitas vezes eles acabam por ser obrigados a desligar os seus equipamentos eletrónicos quanto viajam, devido aos custos financeiros de os manterem ligados’, explica o fundador da empresa.

‘Num estudo efetuado nos Estados Unidos, 70% dos viajantes desliga os seus smartphones enquanto visita outro país por motivos de custos de roaming. Mas mesmo nós, portugueses, quando vamos de férias ou fim-de-semana prologado acabamos por de certa forma controlar a utilização da Internet, quer pela limitação do pacote de dados associados ao nosso serviço, quer pela forma como nos ligamos à rede Wi-fi’ sublinha Sérgio Candeias.

A solução proposta pela BackpackWifi passa pelo aluguer de um Router Portátil Wifi, igual ao que é disponibilizado pelas operadoras de redes móveis, que permite o acesso a dados ilimitados, podendo ser partilhado até ao máximo de 10 utilizadores, numa rede 3G ou 4G das principais operadoras nacionais.

‘Acreditamos que temos um serviço vencedor de criação de valor para os clientes da BackpackWifi, onde o custo por utilizador é muito reduzido, sendo todo processo online de reserva, entrega e devolução extremamente simples e de fácil acesso’ diz Sérgio Candeias. A ideia é simples e inovadora, através dela ‘o cliente da BackpackWifi ganha acesso à Internet em qualquer lugar, a qualquer hora, sem limitações de dados, sem contratos de fidelização, pelo tempo que realmente necessita, a um preço previamente conhecido’, frisa.

Apesar do setor, em Portugal, estar dominado pelos gigantes das telecomunicações, este tipo de serviço tem uma oferta muito reduzida e embrionária. Mas Sérgio Candeias está consciente que o risco da concorrência é elevado, ‘num sector onde tudo muda rapidamente, a inovação, criatividade e serviço ao cliente, são os nossos fatores críticos para o sucesso’, explica.

Foram precisamente as operadoras quem mais travou o projeto diz o fundador da empresa ‘os fornecedores colocaram objeções ao nosso projeto inicial, e quem mais resistência ofereceu à criação de soluções à medida das nossas necessidades’.

Em contrapartida o incentivo dos amigos foi o impulso que animou os fundadores. ‘Neste projeto, o apoio dos amigos foi fundamental para implementação da nossa ideia’, recorda Sérgio Candeias, e ‘tive bastante apoio e suporte familiar para avançar com o projeto. Uma das vantagens de ser empreendedor no século XXI é que os custos de produção e implantação de ideias são bastante inferiores ao que eram há 10 anos – inclusive os custos familiares. Hoje em dia com as facilidades de acesso à Internet, se juntamos um smartphone e um tablet, conseguimos 90% da capacidade instalada para gerir um negócio em qualquer lugar’.

A BackpackWifi foi criada pelo Sérgio Candeias e pelo Pedro Dias e todo o investimento foi realizado com capital próprio, ‘num mundo de taxas de juro zero e bolsas voláteis a aposta em projetos com retorno esperado acima de remuneração do capital é a melhor alternativa para indivíduos empreendedores’ frisa Sérgio Candeias.

Como guia de aprendizagem Sérgio propõe ‘a leitura de dois livros que considero bastantes inspiradores para qualquer mente empreendedora’: The Long Tail – Why the Future of Business is Selling Less of More, de Chris Anderson e o How to work 4 hour a week, de Tim Ferris. ‘Com eles, o empreendedor pode compreender melhor o custo benefício de cada uma das suas decisões, assim como o conceito inovador/inspirador da economia de partilha’.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

five × 4 =