Alexa vai até à Lua

Ilustração da tecnologia Callisto integrada numa nave espacial

A solução “Callisto”, que inclui Alexa e Webex, voará a bordo da nave espacial Orion, construída pela Lockheed Martin na missão Artemis I da NASA.

A Lockheed Martin, a Amazon e a Cisco uniram-se para integrar tecnologias exclusivas de interface homem-máquina na nave espacial Orion da NASA. Esta colaboração tem como objetivo descobrir para como os futuros astronautas podem tirar partido das tecnologias de voz, Inteligência Artificial (IA) e videoconferência de longa distância através de tablets.

A tecnologia Callisto será integrada na nave espacial Orion da NASA durante a missão não tripulada Artemis I, que orbitará a Lua e regressará à Terra. A solução Callisto inclui a Amazon Alexa e o Webex da Cisco para testar e demonstrar a tecnologia comercial de voz, vídeo e whiteboard no espaço profundo. A Lockheed Martin, responsável pelo design e construção da nave espacial, lidera o desenvolvimento e a integração desta carga útil.

“A solução Callisto vai demonstrar uma tecnologia pioneira que poderá ser utilizada no futuro para ajudar os astronautas a serem mais autossuficientes enquanto exploram o espaço profundo,” afirmou Lisa Callahan, Vice President & General Manager of Commercial Civil Space da Lockheed Martin. “A Callisto é um exemplo brilhante de como novas parcerias com tecnologias comerciais podem ser integradas na Orion para melhorar as futuras missões do ser humano nas profundezas do espaço.”

A Callisto – nome da ninfa favorita da deusa grega Artemis – apresenta uma integração personalizada de hardware e software desenvolvida por engenheiros da Lockheed Martin, da Amazon e da Cisco, e inclui tecnologia inovadora que permite à Alexa funcionar sem ligação à internet, e que o Webex seja executado num tablet utilizando a Deep Space Network da NASA.

“O computador do Star Trek foi parte da nossa inspiração”

“O computador do Star Trek foi parte da nossa inspiração inicial para criar a Alexa, e é emocionante ver que a nossa visão para a inteligência ambiental está agora a ganhar vida a bordo da nave Orion,” comentou Aaron Rubenson, Vice President, Amazon Alexa. “Estamos orgulhosos por trabalhar com a Lockheed Martin para transpor os limites da tecnologia de voz e da IA; e esperamos que o papel da Alexa nesta missão ajude a inspirar os futuros cientistas, astronautas e engenheiros que vão definir a próxima era de exploração espacial.”

Uma vez que a Artemis I é uma missão não tripulada, os parceiros da solução Callisto trabalharam com a NASA para construir uma experiência de tripulação virtual no Johnson Space Center em Houston, permitindo que os operadores interajam com Callisto a partir do Mission Control Center. Estas interações remotas vão permitir testar e demonstrar como as tecnologias de colaboração de voz e vídeo podem ajudar os astronautas a melhorar a eficiência e a perceção situacional durante a sua missão, oferecendo acesso ao estado do voo e telemetria, e a capacidade de controlar os dispositivos conectados a bordo da Orion. O vídeo e o áudio das interações serão transmitidos de volta à Terra diversas vezes durante a missão Artemis I, permitindo que os engenheiros analisem o desempenho dos sistemas de bordo e partilhem as interações com o público.

“O futuro da tecnologia reside em inflamar o potencial humano em qualquer momento e lugar, algo que em breve se estenderá às profundezas do espaço,” declarou Jeetu Patel, Executive Vice President & General Manager of Security and Collaboration da Cisco. “Através da solução Callisto, o Webex facilita a comunicação por vídeo sem barreiras e a colaboração no espaço profundo, e ao mesmo tempo ajuda a oferecer tecnologia imersiva e inclusiva à próxima geração. Esta solução pioneira pode, um dia, apoiar missões tripuladas, proporcionando interações face a face entre a tripulação, o centro de comando e os entes queridos.”

Foto da NASA no Unsplash

A demonstração da tecnologia Callisto vai também permitir que estudantes, famílias, entusiastas do espaço e o público em geral interajam e “viajem” virtualmente na missão Artemis I. Podem seguir a missão em dispositivos habilitados pela Alexa dizendo “Alexa, take me to the moon”, e as capacidades de colaboração por vídeo do Webex vão oferecer oportunidades de formação em STEM em salas de aula virtuais e eventos educativos à distância.

O lançamento da Artemis I está programado para o início deste ano, a partir do Kennedy Space Center da NASA em Cabo Canaveral, Flórida, para uma viagem de várias semanas em torno da Lua e de regresso à Terra. Estabelecerá as bases para futuras missões tripuladas à Lua e ao espaço profundo, e é parte do objetivo da NASA de levar a primeira mulher e a primeira pessoa de cor a pisar a superfície lunar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

2 × 1 =