Arranca a 3.ª edição do Prémio João Vasconcelos – Empreendedor do Ano

Foto: Miguel Fontes na cerimónia de entrega do prémio em 2020

A terceira edição do Prémio João Vasconcelos – Empreendedor do Ano terá, pela primeira vez, a possibilidade qualquer pessoa da comunidade nomear um empreendedor ou equipa de empreendedores que admire para Empreendedor do Ano. A iniciativa da Startup Lisboa terá também um prémio para o melhor pitch entre os finalistas.

A fase de nomeações decorre até 15 de julho e a fase de candidaturas até 29 de agosto de 2021, no site da Startup Lisboa. O vencedor é conhecido dia 30 de setembro e ganha 10 mil euros.

Podem candidatar-se, ou serem nomeados, empreendedores ou equipas de empreendedores que tenham fundado uma startup em Portugal, há menos de cinco anos e cujo negócio seja inovador, incorpore tecnologia e seja escalável.

Para a fase de nomeações, pede-se que o nomeador justifique a escolha de acordo com os critérios do Prémio. Depois de terminada esta fase, a Startup Lisboa irá confirmar com todos os nomeados a sua intenção de concorrer a Empreendedor do Ano 2021. Ao mesmo tempo vai estar a decorrer a fase de candidaturas habitual até ao dia 29 de agosto.

“O «Empreendedor do Ano» é um prémio para a comunidade dar valor aos empreendedores que «dão o litro» no dia-a-dia pelas suas ideias, pelas suas equipas e startups, e também pelo próprio ecossistema. É por isso que queremos que a comunidade faça parte do processo e que tenha, cada vez mais, um papel ativo neste Prémio. Conseguimos fazer isso porque o Prémio tem uma abrangência nacional, e também porque agora existe a possibilidade de qualquer um nomear um empreendedor que reconheça e que admire”, explica Miguel Fontes, diretor executivo da Startup Lisboa.

Nesta terceira edição do Prémio João Vasconcelos – Empreendedor do Ano, a Startup Lisboa pretende envolver todos membros da comunidade, seja para candidatar-se, seja para nomear um empreendedor ou equipa que se destaque, incentivando-o a concorrer e gerando assim um efeito de reconhecimento.

O objetivo é apoiar empreendedores que se tenham destacado pelo seu desempenho na fase de criação ou de expansão dos seus negócios. Os critérios de avaliação das nomeações e das candidaturas são: visão e estratégia, resiliência, contributo para o ecossistema empreendedor nacional, liderança e gestão de equipa, crescimento e penetração internacional.

Logotipo do prémio

A entrega do Prémio Melhor Pitch é também novidade este ano, uma iniciativa que pretende premiar o mérito da apresentação dos candidatos com um júri composto por uma pool de jornalistas do setor. Além destas novidades, este ano a sessão final de escolha e de atribuição do Prémio Empreendedor do ano, será antecedida pelo Demo Day da Startup Lisboa, o que representa igualmente uma inovação face às edições anteriores.

O Demo Day é um evento onde um conjunto de Startups integrantes do portfólio da Startup Lisboa terá a oportunidade de se apresentar, fazendo o pitch do seu negócio à comunidade, nomeadamente, a investidores. Como explica Miguel Fontes, o Diretor Executivo da Startup Lisboa, “o objetivo é cada vez mais fazer deste dia, o dia do Empreendedor, o dia das startups, dando-lhes a relevância e a importância devida, num dia que se quer de reconhecimento e de afirmação do ecossistema empreendedor”.

O prémio conta já com dois vencedores das edições passadas- Daniela Braga, fundadora e CEO da DefinedCrowd e vencedora em 2019, e André Jordão, fundador da Barkyn e vencedor em 2020 – que se destacaram pela capacidade de liderança e pela capacidade de fazerem crescer as as startups que fundaram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

three × three =