As 3 maiores lições de lutadores e empreendedores que sabem Recomeçar

Aprenda com as quedas
Foto: Pixabay

É importante você entender que tudo aquilo que deseja criar é arriscado, mas o maior risco se esconde na escolha de permanecer onde está.

O mundo está em movimento constante, as pessoas, as ideias, tudo seguindo o ritmo do sistema solar e nada disso vai parar para esperar que você tome uma decisão. E se nada vai parar, não é possível que você ainda acredite que tudo vai ficar bem se você decidir ficar na mesma condição.

Quando você perceber que tudo é arriscado, vai entender que também é possível que o seu negócio dê certo ou errado. É assim que funcionam as coisas e não precisa entrar em colapso ou desespero por essa questão.

Saiba que muitas vezes você realmente vai sofrer uma grande queda, mas isso não é o fim do mundo.

O fim é apenas a morte, o resto é recomeço.

O fim é apenas um “marco zero” que permite sair de um ciclo e iniciar outro novinho e diferente. A partir desse novo ponto de partida tem nova chance de um recomeço onde você cria e vivencia novos momentos marcantes tanto no seu desenvolvimento pessoal, quanto na estrada profissional. São novas adaptações que chegam, novas conexões, novas ideias, novos aprendizados, novas possibilidades… E isso não parece de todo ruim para empreendedores, não é mesmo?

Grandes lutadores de boxe e MMA sempre afirmaram que o importante não é saber bater, mas que em primeiro lugar você precisa saber apanhar, levantar e seguir adiante!

No Empreendedorismo de Alto Impacto (Startups) funciona da mesma forma, ter essa compreensão é fundamental para grandes saltos.

Pare um pouco e pense comigo. Pense na história dos seus ídolos e procure lembrar do legado que, assim como você, eles também estão construindo. Com toda certeza cada um deles já tiveram quedas muito fortes e no fim das contas se fortaleceram positivamente com isso!

Concorda que isso trouxe uma nova visão de ciclos, fluxos e reinícios?

Então veja como podemos aprender sobre se reerguer com os empreendedores e lutadores:

#1 TENHA MOTIVOS REAIS

Pense como um lutador de boxe, numa porrada bem dada: Simplesmente você tomou ela de graça, não há nada em jogo e isso apenas aconteceu por uma imprudência. Qual seria a diferença dela em relação a você estar defendendo o seu país nas olimpíadas e ser o primeiro ouro na história da categoria? Qual a diferença de ver que o empreendimento está dando errado, sabendo que você nem estava esperando muito dele?

Muitas pessoas estão ansiosas em ver tudo acontecer, sua motivação vai ajudá-las imensamente e o seu sonho antigo fica mais perto de se tornar real.

O motivo que vale a pena se levantar para voltar para batalha está por trás da sua maior inspiração. Existem lutadores, mais brilhantes tecnicamente, que seguidamente perdem para outros, que aparecem com mais sangue nos olhos… E ambos apanham, porém aquele com motivos mais sinceros segue o jogo e vence!

#2 OLHE PARA A HISTÓRIA

Quando a situação está feia, seja porque a ideia não está avançando como queria ou a luta exige muito desempenho físico, é quando aquele desejo de jogar a toalha se torna forte. Por isso, não se assuste, isso acontece com todos nós. A diferença é que os verdadeiros campeões pensam na história, e ninguém quer ser lembrado pela sua desistência, e sim por mais uma grande reviravolta na sua própria trajetória.

A questão é que muitas vezes surge aquela vontade de parar, devido a um grande incomodo que nos impede de olhar bem lá na frente, mas vislumbrando o passado e falando com orgulho das atitudes que tomámos, não mais como uma justificativa e pena de ter desistido.

#3 NEM TUDO ESTÁ RUIM E POR ISSO É POSSÍVEL AVANÇAR

Para quem está por baixo, o pensamento negativo vem tão rápido quanto mosca em sobra de churrasco, não tem como evitar. A questão é deixá-lo tomar conta e assumir responsabilidade de tudo. Quem sabe como se reerguer, entende que por estar ali naquele instante, muitos acertos aconteceram, então não existe só o lado ruim.

Esses lutadores e empreendedores conseguem colocar as suas crenças nos acertos, mesmo que não sejam tanto, mas de uma forma que seja possível lembrar-se do seu potencial e alimentar a sua autoconfiança. Assim, apesar da queda, podem se reerguer e começar a encarar novamente a sua jornada passo-a-passo.

A CERTEZA É: VOCÊ VAI CAIR!

A DÚVIDA É: VOCÊ ESTÁ PRONTO PARA SE LEVANTAR?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

one × 1 =