BGI procura criativos para combater desperdício alimentar

Foto de BGI

A BGI e o Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia unem forças para travar o desperdício alimentar em Portugal. No evento, de Inovação Aberta, que acontecerá virtualmente durante o dia 22 de outubro, serão apresentados seis desafios, com base nas necessidades da indústria alimentar, destacando-se o desperdício de alimentos.

A questão do desperdício é uma das prioridades das Nações Unidas – que este ano criaram o Dia Internacional para a Consciencialização sobre Perda e Desperdício Alimentar. Numa altura em que, cada vez mais, é necessário sensibilizar a sociedade para este problema, a BGI procura criar um espaço de partilha de conhecimentos e promover a divulgação de boas práticas na indústria dos alimentos, tornando-a mais sustentável, inovadora e saudável.

O evento destina-se a profissionais e membros da indústria alimentar, tais como académicos, investigadores, startups, gerentes de restaurantes de entidades públicas e privadas e gerentes de empresas coletivas de comida. Os participantes terão a missão de trabalhar em conjunto para propor as melhores práticas para eliminar o desperdício alimentar, bem como resolver os desafios de sustentabilidade enfrentados por várias empresas e entidades.

Ao fazer parte deste evento, os participantes podem escolher em que solução querem colaborar ou serem alocados pela organização a um dos desafios. Após preparem o seu pitch, cada grupo apresentará as suas soluções aos representantes de cada empresa.

Para a Gestora de Sustentabilidade e Alimentação da BGI, Cláudia Carocha, esta atividade irá catalisar a experiência e o conhecimento de participantes de várias áreas para criar potenciais soluções, partilhar conhecimentos e discutir o desperdício de alimentos em tempo real.

“Na BGI, acreditamos que a colaboração estimula a inovação. Quando enfrentamos os desafios mais urgentes do mundo, ficamos maravilhados com o poder de trabalhar em conjunto. E a nossa aspiração de utilizar inovação aberta para criar soluções que lidem com o desperdício alimentar não foi diferente. Principalmente agora com o aumento do desperdício alimentar durante a pandemia, é importante ser criativo e procurar novas formas de trazer a inovação e as soluções para o mercado”, sublinha Cláudia.

O evento tem o apoio do Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia, através dos programas EIT Food e EAT Circular e os interessados podem registar-se na página do evento. A participação está isenta de qualquer custo.

Imagem de Jill Wellington do Pixabay

Seis desafios para combater o desperdício

Nesta iniciativa, os participantes terão a oportunidade de trabalhar em grupo e apresentar uma solução para um dos seis desafios apresentados, num formato online.

Os desafios são:

Desafio 1 – EAT Circular 1 – Como melhorar/aumentar a precisão das previsões das refeições que serão fornecidas nos próximos dias em cantinas através do uso de histórico de dados, dados externos, IA, ferramenta de consumo preditivo?

Desafio 2 – EAT Circular 2 – Quais medidas/métodos/ações podem ser alteradas na preparação e fornecimento de refeições para reduzir o desperdício de alimentos?

Desafio 3 – EAT Circular 3 – Quais alternativas podem existir para o uso final dos resíduos alimentares, diferente de aterro ou queima?

Desafio 4 – Pacto Europeu dos plásticos – O Pacto Português dos Plásticos é uma plataforma colaborativa, fundada pela Nestlé, que reúne os diferentes atores da cadeia de valor nacional do plástico que visa solucionar os problemas associados ao plástico, em direção a uma economia circular. Desafio: Como podem embalagens de plástico ser utilizadas de forma a estabelecer cadeias de valor mais responsáveis e quais poderão ser possíveis alternativas ao plástico?

Desafio 5 – Pleez – A Pleez é uma startup portuguesa que se encontra a criar um conceito para um restaurante 4.0 onde o processo de usufruir de uma refeição e receber o seu pedido é facilitado pela digitalização. Esta solução permite que os consumidores façam pedidos e paguem com os seus smartphones. Desafio: Neste momento todas as mesas dos restaurantes possuem um identificador com informação sobre como aceder ao menu e pedir refeições. Quais são as alternativas a estes identificadores que continuem a dar informação aos consumidores para que possam pedir a sua refeição?

Os participantes neste evento podem escolher em que solução querem colaborar ou ser alocados pela organização a um dos desafios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

three × 2 =