Bit2Me Testa Sistema de Tokens para Mercado Digital de Valores Mobiliários

Foto de Bit2Me

A  Bit2Me foi admitida no grupo de testes do Tesouro Público Espanhol para desenvolver o projeto de Security Tokens Exchange. A fintech ibérica, liderada por Leif Ferreira, é uma empresa líder no mercado das criptomoeadas em Espanha e está registada como prestador de serviços de moeda virtual.

Participada pela Inveready Venture Capital, Investcorp e Telefónica Ventures, entre outros, a Bit2Me entrou no quinto grupo (cohort) de sandbox financeiro do Tesouro Publico Espanhol com o projeto “Bit2Me Security Tokens Exchange STX”, supervisionado pela CMVM. O projeto faz parte de um plano de prosseguir o futuro licenciamento de uma Agência de Valores Mobiliários e de um Sistema de Negociação e Liquidação de Distributed Ledger Technology (DLT) pela entidade reguladora europeia ESMA (ao abrigo do Regime Piloto da ESMA).

Os tokens de segurança referidos neste projeto são instrumentos financeiros regulados registados na blockchain. Graças ao Regulamento do Regime Piloto Europeu, as ações, obrigações e quotas de fundos vão poder ser negociadas e liquidadas num mercado secundário baseado na tecnologia blockchain.

Ao integrar esta sandbox financeira, a startup pretende testar inovações tecnológicas, aplicáveis ao sistema financeiro num ambiente de testes controlado e supervisionado por autoridades regulatórias. Os tokens de segurança referidos neste projeto são instrumentos financeiros regulamentados e o desenvolvimento desta infraestrutura de mercado na blockchain permite a ligação de emitentes e investidores sem intermediários, com as garantias de segurança da Web3 e com todas as salvaguardas regulamentares, de transparência e de proteção dos investidores.

“A entrada do Bit2Me Security Tokens Exchange (STX) no sandbox financeiro representa um marco significativo de início do caminho para institucionalizar, democratizar e promover o uso de tokens de valor entre emissores que buscam financiamento e investidores que buscam lucratividade, mas num formato inovador como blockchain DLT, sendo tão seguro, regulamentado e supervisionado”, destaca Leif Ferreira, CEO da Bit2Me.

Com esta iniciativa, a Bit2Me dá mais um passo no sentido de se tornar o interveniente mais relevante no seu setor e reforça a sua posição num ambiente regulamentar favorável, com o Regulamento Europeu MiCA, que será implementado em 2024.

Atualmente, a empresa incorpora soluções para comprar, vender e gerir moedas virtuais e euros de forma fácil e segura, e conta com clientes em mais de 100 países, tendo transacionado em 2021 cerca de 1,1 mil milhões de euros, 10 vezes mais que a soma de todos os anos anteriores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

3 + 15 =