CEiiA e Escola João Gonçalo Zarco vencem prémio europeu de educação para clima 

Na foto: alunos a Escola Secundária João Gonçalo Zarco que participaram no programa vencedor

O projeto CZarco, desenvolvido em Matosinhos, numa parceria entre o CEiiA e a Escola Secundária João Gonçalo Zarco, venceu o prémio Education For Climate’s call for inspiring green education actions 2023. Este projeto vai ser apresentado em Bruxelas, a 16 de novembro, no âmbito do Dia Europeu da Educação para o Clima.

Durante seis meses, 72 alunos e professores da Escola Secundária João Gonçalves Zarco participaram no projeto que utiliza a aplicação AYR, galardoada com o Prémio NEB – Novo Bauhaus Europeu em 2021, para quantificar em tempo real as emissões de CO2 evitadas na utilização de modos de mobilidade sustentáveis, com o objetivo de promover a adoção de comportamentos sustentáveis na comunidade escolar. Os participantes do projeto CZarco inspiraram entretanto outras turmas a mudar o comportamento de mobilidade e a quantificar o seu contributo para a descarbonização da cidade,

O valor agregado das emissões de carbono evitadas, quantificadas pela aplicação AYR, foi convertido numa “bolsa de tokens”. No final, os alunos da “Gonçalves Zarco” propuseram à Câmara Municipal de Matosinhos a monetização dos “tokens” para financiar projetos verdes no ambiente escolar.

Esta iniciativa faz parte do trabalho do CEiiA com as gerações mais novas em contexto escolar para assegurar o efeito transformacional dos novos produtos e serviços de mobilidade em desenvolvimento para o futuro das cidades, caso do veículo BEN, e é objeto de investigação de doutoramento desenvolvido por Lurdes Ferreira, no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. 

Ao integrarem este processo, os jovens estão também a inspirar e induzir as suas comunidades de proximidade, como os seus professores, as suas famílias e a sua comunidade local, para a adoção de comportamentos sustentáveis, demonstrando o valor das emissões de CO2 evitadas nas deslocações pendulares com o uso de modos de mobilidade suave e partilhada. 

Esta iniciativa será replicada já no ano letivo 2023/24, no âmbito da Agenda Be.Neutral, nas escolas do Porto e de Guimarães, duas Cidades Missão da Rede Europeia das “100 cidades neutras em carbono até 2030”, mas também em Braga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

20 − three =