CEiiA vence prémio europeu de sustentabilidade

Foto de website do New European Bauhaus

O CEiiA foi o vencedor do New European Bauhaus na categoria de Produtos e Estilo de Vida com a plataforma de sustentabilidade AYR. O projeto português foi selecionado por um júri composto por 80 personalidades de vários setores e países da União Europeia que analisaram no total mais de 2. 000 projetos de toda a Europa.

A entrega do prémio decorreu hoje, em Bruxelas, pela Comissária para a Inovação, Investigação, Cultura, Educação e Juventude – Mariya Gabriel – também pela Comissária para a Coesão e Reformas – Elisa Ferreira. A iniciativa europeia visa combinar a inovação, a sustentabilidade, a acessibilidade, o baixo custo e o investimento para ajudar a concretizar Pacto Ecológico Europeu.

O concurso, que recebeu mais de 2.000 inscrições de todos os Estados-Membros da UE selecionou 60 finalistas, dos quais 20 foram premiados em 10 diferentes categorias. A plataforma AYR desenvolvida pelo CEiiA – Centro de Engenharia e Inovação –, em Matosinhos, venceu na categoria de Produto e Estilos de Vida Sustentáveis, com um projeto que permite quantificar e valorizar as emissões evitadas permitindo o envolvimento do cidadão e comunidades na descarbonização das suas cidades.

“O AYR é um projeto que envolve várias gerações, começando por aqueles que se sentam no banco da escola e com quem o CEiiA teve o privilégio de colaborar nos últimos dois anos” diz José Rui Felizardo, CEO do CEiiA.    “Esta distinção do New European Bauhaus é para o CEiiA o reconhecimento de vários anos de trabalho no desenvolvimento de tecnologia em prol de cidades mais sustentáveis, inclusas e esteticamente apelativas”, acrescenta.

O CEiiA foi criado em 1999 com o objetivo de apoiar a competitividade da indústria automóvel portuguesa. Desde então, o CEiiA ampliou a atividade, e agora está focado em aeronáutica, mobilidade urbana e tecnologias dos setores automotivo, oceano e espaço.

A Nova Bauhaus Europeia é uma iniciativa interdisciplinar e criativa que promove o encontro de várias áreas como arte, cultura, inclusão social, ciência e tecnologia, para desenhar formas de imaginar e construir um futuro sustentável, inclusivo e bonito.

“Ao criar pontes entre ciência e inovação e arte e cultura e ao adotar uma abordagem holística, o Novo Bauhaus Europeu desenvolverá soluções não só sustentáveis e inovadoras, mas também acessíveis e enriquecedoras para todos. Estes projetos vencedores incorporam este novo espírito do Novo Bauhaus Europeu”, sublinhou a Comissária para a Inovação, Investigação, Cultura, Educação e Juventude, Mariya Gabriel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

fourteen + fifteen =