Didimo financiada em 7 milhões de dólares

Foto de Didimo

Didimo levanta ronda de 7 milhões de dólares para criar avatares no metaverso. A startup do Porto utiliza uma tecnologia que transforma fotografias em avatares humanos realistas, em três dimensões, em apenas 60 segundos.

A Didimo, startup líder no desenvolvimento de humanos digitais de alta-fidelidade, anunciou uma ronda de financiamento Série A de 7,150 milhões de dólares, liderada pela Armilar Venture Partners, com a participação da Bright Pixel Capital, Portugal Ventures e Techstars.

A startup, nascida na Universidade do Porto, irá utilizar o capital para impulsionar o crescimento comercial e global. Atualmente a empresa tem escritórios em Portugal, Estados Unidos e Reino Unido, mas a sua aposta de negócio está no metaverso e em videojogos e experiências digitais imersivas.

Com este novo investimento a Didimo pretende alargar a oferta da sua tecnologia patenteada que pode ser utilizada para criar versões digitais de pessoas, que depois de programados podem ser utilizados por organizações para interagir com o público em concertos virtuais, websites ou jogos de vídeo. A tecnologia permite interagir com figuras públicas, como o Cristiano Ronaldo, ou criar o seu próprio avatar para experimentar roupas num website ou mesmo viver experiências imersivas no metaverso.

“A missão da Didimo sempre foi tornar o mundo digital mais humano, ao trazer a riqueza do envolvimento pessoal e da personalização às experiências. Podemos capacitar as pessoas a fazer nos espaços digitais o que fazem no mundo real de forma natural, como experimentar roupas, explorar produtos, competir num jogo ou entreter amigos. A nossa tecnologia é sinónimo do envolvimento de pessoas com o digital da forma mais humana e autêntica possível”, diz Veronica Orvalho, Fundadora e CEO da Didimo.

A partir de uma única plataforma a empresa consegue criar avatares em 3D em cerca de 60 segundos. Isto permite a qualquer empresa transformar uma simples fotografia numa versão 3D dessa pessoa. Estes “humanos digitais” são fundamentais, por exemplo, em novas formas de comunicação com clientes em plataformas online. O uso de avatares realistas permite às organizações transformar os seus serviços, experiências e benefícios de modo a impulsionar receitas e aumentar a lealdade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

twenty + ten =