Empregadores Portugueses Otimistas nas Previsões de Contratação

Foro de pch.vector no Freepik

Os empregadores em Portugal estão demonstrando otimismo nas suas previsões de contratação para o último trimestre de 2023, de acordo com os resultados do ManpowerGroup Employment Outlook Survey. A Projeção para a Criação Líquida de Emprego mantém-se positiva, atingindo +35%, marcando um crescimento de 8 pontos percentuais em relação ao trimestre anterior deste ano.

Portugal destaca-se como o segundo país da região EMEA (Europa, Médio Oriente e África) com as previsões mais fortes e o quarto país globalmente com o maior aumento nas intenções de contratação em comparação com o trimestre anterior. Os setores de Transportes, Logística e Automóvel, Tecnologias da Informação e Energia e Utilities lideram as previsões mais otimistas.

No que diz respeito à localização geográfica, a região do Grande Porto é onde as intenções de contratação são mais otimistas, com mais empresas a manifestar a disponibilidade em reforçar as suas equipas nos últimos três meses de 2023.

Apesar das incertezas na conjuntura económica nacional e europeia, como o aumento da taxa de inflação, o abrandamento no crescimento do PIB e a antecipação de aumento nas taxas de juro pelo Banco Central Europeu, os empregadores em Portugal mantêm uma atitude positiva em relação à contratação, procurando equilibrar a necessidade de acesso ao talento num mercado de trabalho onde a escassez de profissionais qualificados é uma realidade.

Foto de yanalya no Freepik

No geral, 46% das empresas planeiam aumentar as suas equipas no próximo trimestre, em comparação com 11% que planeiam reduzi-las e 41% que pretendem manter o mesmo número de colaboradores. A Projeção para a Criação Líquida de Emprego é de +35% para o quarto trimestre de 2023, um aumento de 8 pontos percentuais em relação ao trimestre anterior.

Este desempenho coloca Portugal 5 pontos percentuais acima da média global e 10 pontos percentuais acima da região EMEA. O país ocupa, assim, o segundo lugar nesta região em termos de perspetivas de criação de emprego, demonstrando que a confiança das empresas permanece sólida.

A Projeção para a Criação Líquida de Emprego é calculada com base na diferença entre a percentagem de empregadores que planeiam aumentar suas equipas e aqueles que planeiam reduzi-las. Os resultados deste estudo ressaltam a resiliência dos empregadores portugueses e a sua determinação em continuar a contratar apesar de um ambiente económico incerto.

Rui Teixeira, Country Manager do ManpowerGroup Portugal, comentou que “Os dados do ManpowerGroup Employment Outlook Survey, relativos ao 4º trimestre, revelam a vontade dos empregadores portugueses continuarem a contratar e a criar emprego, apesar de um contexto de elevada incerteza e sinais de algum desgaste no desempenho da economia portuguesa. Apesar desses sinais alerta, os empregadores têm, igualmente, muito presente os desafios existentes hoje ao nível da atração de talento, e que resultam do desencontro entre as competências que as empresas necessitam para se desenvolver e transformar e as competências disponíveis do mercado. E isso é algo que, apesar da incerteza, continua a sustentar os esforços de criação de emprego.”

O ManpowerGroup Employment Outlook Survey é baseado em entrevistas com mais de 38.000 empregadores em 41 países e territórios. O estudo tem uma periodicidade trimestral, sendo quem o próximo relatório será divulgado em dezembro de 2023 e comunicará as expectativas de contratação para o primeiro trimestre de 2024.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

seven + 11 =