Exportações de cortiça alcançam valor histórico em 2023

Foto de Clem Around The Corner em Unsplash

As exportações de produtos à base de cortiça de Portugal atingiram um marco significativo durante o primeiro semestre de 2023, estabelecendo um novo recorde em termos de valor. Segundo a Associação Portuguesa da Cortiça (APCOR), o total das exportações ascendeu a 670,435 milhões de euros, apresentando um aumento de 3,2% em comparação com o mesmo período no ano anterior.

Embora a quantidade de cortiça exportada tenha registado uma redução de aproximadamente 15%, o notável crescimento em valor destaca a estratégia do setor focada no desenvolvimento de produtos de maior valor agregado. Este sucesso é atribuído a um esforço contínuo para aprimorar a qualidade técnica dos produtos de cortiça e promover a sua excelência internacionalmente.

João Rui Ferreira, secretário-geral da APCOR, destacou a resiliência do setor em face dos desafios económicos: “O sector conseguiu crescer em valor, por via de um mix de produtos de maior valor acrescentado, mas também pelo trabalho feito em prol do incremento da performance técnica dos seus produtos e da promoção internacional da cortiça.”

O setor da cortiça também se destacou ao adaptar-se às tendências e necessidades do mercado global. Mesmo numa conjuntura económica internacional menos favorável, onde a procura tem diminuído, a indústria demonstrou resiliência ao manter um crescimento económico notável.

Apesar dos resultados positivos, João Rui Ferreira observou uma tendência de abrandamento: “É importante notar que temos observado um abrandamento gradual ao longo deste ano e dados sobre a conjuntura internacional sugerem que essa tendência de abrandamento possa continuar no segundo semestre.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

four × one =