Goparity cresce 100% em 2022, com 10,4M€ investidos no ano

Nuno Brito Jorge, CEO da Goparity
Nuno Brito Jorge, CEO da Goparity

A Goparity, fintech para investimentos sustentáveis e finanças de impacto, teve o melhor ano de sempre em 2022, registando um crescimento de 100% e igualando em apenas um ano o valor total de investimento de todos os anos anteriores desde a criação da empresa até final de 2021.

Só em 2022, foram investidos 10,4 milhões de euros em 100 projetos. Energia sustentável, negócios em transição, economia social, água e economia azul, e uso sustentável do planeta foram as áreas em que os quase 30 mil utilizadores da Goparity investiram no ano que passou.

O montante investido em 2022 é igual ao total investido desde o lançamento da empresa, em 2019, até ao final de 2021. No total, desde a sua criação, a plataforma de finanças de impacto já permitiu o empréstimo de 20,8 milhões de euros a 243 projetos sustentáveis.

Em 2022, foram financiados 100 projetos enquanto o número de utilizadores da plataforma chegou à casa dos 29 mil. Destes, 11 mil inscreveram-se em 2022.

O impacto social e ambiental também acompanhou a evolução. Todos os anos, os projetos apoiados pela Goparity contribuíram para a redução da emissão de 23,8 mil toneladas de dióxido de carbono (o equivalente à capacidade de absorção de mais de 1 milhão de árvores).

Fonte: Goparity

No seu conjunto, os projetos na área energética financiados pela Goparity, produzem mais de 15,5 megawatts-hora de energia limpa (o equivalente ao consumo médio de 6.500 famílias europeias) e permitem a gestão sustentável de cerca de 1.500 ha de território aquático e terrestre. Mas também impactaram positivamente cerca de 150 mil pessoas em situações vulneráveis e contribuíram para a criação de cerca de 5 mil empregos.

Há 72 nacionalidades entre os investidores, sendo que 26,4% são mulheres. “Democratizar as finanças sustentáveis também passa por trabalhar para reduzir a disparidade de género que ainda existe no mundo dos investimentos. É por isso que começámos a monitorizar este número que, apesar de ainda representar um desequilíbrio, tem vindo a melhorar.” diz Nuno Brito Jorge, CEO da Goparity.

Dos 20,8M€ emprestados a estes projetos e empresas distribuídos por 15 países em três continentes, 37,4% foram para financiar projetos de energia sustentável, 21,3% negócios em transição, 21,2% para economia social, 16,3% para água e economia azul, e 3,8% para o uso sustentável da Terra).

Nuno Brito Jorge sublinha a missão de “continuar a democratizar as finanças éticas, oferecendo uma alternativa às pessoas e empresas de contribuir para um mundo mais sustentável, ao mesmo tempo que rentabilizam o seu dinheiro, numa altura em que se fala de inflação e da diminuição do poder de compra das famílias.”

Para 2023, o CEO da Goparity adianta que os objetivos passam por dar continuidade à expansão geográfica, reforçando o número de utilizadores da plataforma e lançando novas funcionalidades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

19 + 5 =