GoParity lança Plano de Poupanças em investimentos sustentáveis

Imagem de Rudy and Peter Skitterians por Pixabay

A GoParity, fintech portuguesa de finanças e investimentos sustentáveis, lançou o Plano de Poupanças Sustentáveis, uma ferramenta que ajuda a rentabilizar os investimentos investindo em projetos alinhados com os 17 Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável. Esta iniciativa marca o Dia Mundial da Poupança, que se assinala a 31 de outubro, e coloca Portugal entre países como Espanha e Itália, onde já existem Bancos Éticos que fomentam a economia de Impacto.

O “Plano de Poupanças Sustentáveis” está disponível no site e na app da GoParity e oferece um sistema de poupança mensal onde o investidor apenas decide o montante e o dia em que quer fazer a transferência automática, e a plataforma trata do resto, garantindo a diversificação do investimento.

“Estamos a desenvolver a aplicação em resposta aos pedidos dos mais de 8 mil utilizadores da plataforma que querem serviços financeiros mais transparentes, democráticos e conscientes socialmente”, diz Nuno Brito Jorge, CEO da GoParity. “O nosso principal foco é prestar os serviços básicos de gestão financeira do dia-a-dia e de investimento, sempre alinhados com sustentabilidade e impacto”, sublinha.

Através da plataforma o investidor pode, sempre qui quiser, verificar a evolução da sua conta poupança e o impacto criado, em CO2 evitado, podendo em qualquer altura cancelar o investimento ou levantar o capital disponível, transferindo-o gratuitamente para qualquer conta bancária.

“Com esta ferramenta tocamos ainda noutro ponto importante da nossa missão – a literacia financeira – ao ajudar as pessoas a poupar, seja para um momento de necessidade, seja para objetivos futuros”, frisa Nuno Brito Jorge, acrescentando que “Portugal tem um dos piores rácios de poupança das famílias.”

A ferramenta de poupança da GoParity vai, através de um algoritmo, distribuir o montante programado pelos investidores pelo maior número de projetos abertos a financiamento, garantindo a regra de 20€ de investimento mínimo por projeto, com um período de maturidade até 5 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

five × one =