Habilidades empreendedoras que nenhum curso ensina

Quatro habilidades essenciais a todo o empreendedor
Foto: Danielle MacInnes / Unsplash

Hard skills é o termo utilizado para indicar as habilidades técnicas necessárias para exercer determinada função. Nas escolas e faculdades nós aprendemos justamente esse tipo de conhecimento, que podemos nomear, também, como técnico.

O conhecimento técnico é extremamente importante para quem quer se lançar na vida de freelancer e começar um negócio próprio. Mas – está pronto para saber a verdade? – Não é o único. E talvez nem seja o prioritário.

Algumas habilidades que não aprendemos nas cadeiras das salas de aula, chamadas de soft skills, são essenciais para que empresas deem certo. Afinal, soft skills é um termo que remete às habilidades comportamentais, ou habilidades humanas, que contribuem para o sucesso na atuação profissional.

E qual a empresa que não precisa disso para seguir em frente?

Da ascensão dos millennials ao crescimento do empreendedorismo no país, passando pelo surgimento de soluções inovadoras por todo o mundo, a ideia de ter um propósito parece estar cada vez mais atrelada à felicidade e ao sucesso nos negócios.

Por isso, se você deseja empreender, seja como Microempreendedor Individual ou como dono de algo maior, precisa entender que a mudança na forma de encarar o mundo dos negócios tem feito com que as tais habilidades humanas se tornem mais relevantes ao andamento da vida corporativa de uma pessoa ou de toda uma equipe.

Para que você consiga, definitivamente, desenvolver habilidades empreendedoras que nenhum curso tradicional vai ensinar, listamos aqui algumas das soft skills que fazem a diferença para que empreendedores alcancem o sucesso. Junto ao que você já sabe de técnico sobre sua profissão e mercado, o sucesso vai começar a depender apenas do seu esforço para conquistá-lo.

#1 Autoconhecimento

Mais do que conhecer as próprias habilidades técnicas, um empreendedor que deseja levar seu negócio ao sucesso precisa conhecer profundamente as suas motivações, sonhos e desejos. A ambição que leva alguém a começar sua própria empresa diz muito sobre o rumo que ela vai tomar no futuro.

É cada vez mais difícil empreender apenas com foco no resultado financeiro, assim como é cada vez mais difícil sustentar a escolha de “abrir algo que dá dinheiro” só para tentar ficar rico mais rápido.

Certamente, a questão financeira conta; afinal, todo mundo precisa pagar contas e merece desfrutar do suor de seu trabalho duro. É ilusório pensar o contrário. Porém, hoje em dia, as pessoas tendem a apoiar (ou comprar, contratar, divulgar) empresas e serviços com os quais se relacionam diariamente em níveis mais emocionais e menos vinculados ao consumo. Estamos falando de empresas e marcas cujo propósito significa tanto para o seu público que o fideliza sem grandes esforços de marketing.

Para que você, enquanto empreendedor, consiga apresentar algo que tenha esse potencial para o mercado, é preciso saber o que te move e o que vai fazer com que você queira, todos os dias, lutar para espalhar a sua ideia como o grande diferencial para a vida do seu público e, assim, levá-la ao sucesso.

#2 Flexibilidade e resolução de problemas

A flexibilidade, que alguns também chamam de “jogo de cintura” ou de “saber dançar conforme a música”, nada mais é do que a capacidade de se abrir às mudanças necessárias, além de acatar diferenças sem criar grandes conflitos e conseguir ver por outros pontos de vista.

Tudo isso é importante porque há fatores do mercado e outros, referentes, por exemplo, aos colaboradores de um empreendimento, que exigem que o empreendedor seja flexível para não criar barreiras que prejudiquem o próprio negócio.

Atenção: estamos falando mais da sensatez em observar diferentes cenários e, se necessário, rumar por um que não era a sua ideia inicial, e não de aceitar qualquer coisa, incluindo as que passam por cima dos seus valores pessoais. Uma soft skill que está sempre presente nos empreendedores de sucesso é, inclusive, a de ser fiel à sua verdade.

E é essa soft skill que contribui para que você tenha também a poderosa habilidade de resolver problemas. A mente aberta, a receptividade e a visão global que permitem ao empreendedor ser flexível são as características que também o ajudam a entender e descobrir como solucionar questões problemáticas.

Foto: Garidy Sanders / Unsplash

#3 Colaboração e atitude positiva

Já não é novidade que a figura do chefe autoritário tem cada vez menos espaço nas corporações, desde uma microempresa até a maior das multinacionais. Em seu lugar está crescendo e aparecendo a figura do líder que mostra e sabe ser parte da equipe e que, ao mesmo tempo, colabora com a execução das tarefas diárias e se posiciona à frente do grupo de forma a direcioná-lo, transmitindo sua motivação.

Empreendedores precisam dessas mesmas habilidades humanas para manter um clima favorável no ambiente de trabalho e atitudes positivas que impulsionam os resultados de seu negócio. Vale ressaltar que isso faz sentido até mesmo para quem trabalha sozinho – porque, na verdade, até na relação freelance-cliente se faz necessário saber cooperar e inspirar atitude similar das pessoas com as quais seu trabalho te coloca em contato.

#4 Capacidade para aprender

“Estou sempre disposto a aprender novas habilidades”. Esta frase é um mantra para quem quer atingir o sucesso. Afinal, é justamente no caminho para ele que aprendemos que não sabemos de tudo. Aliás, na maioria das vezes, sabemos de muito pouco.

É bem provável que, antes de começar a empreender, você tenha sido colaborador de uma empresa e tenha escrito no seu currículo (ou afirmado em entrevistas de emprego), sobre seu constante interesse em – ou capacidade – para aprender novas habilidades.

É algo que a maioria das pessoas diz porque, de fato, é uma soft skill necessária e bastante apreciada. E não é diferente para quem empreende. Afinal, o mercado está sempre em evolução, novas tecnologias modificam processos e apresentam novas demandas rapidamente.

Se essa habilidade já é importante para quem colabora dentro de uma empresa, imagine então para quem é um líder, ou para a sua própria empresa, e tem a responsabilidade de mantê-la sempre atuante e relevante.

Agora pense: quais dessas soft skills você já possui – e quais quer desenvolver a partir de agora?

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

1 × five =