Instituto Pedro Nunes abre candidaturas para a Space Summer School

Space Summer School da ESA
Imagem de Leewarrior por Pixabay

Estão abertas as inscrições para a Portugal Space Summer School que, de 7 a 10 de setembro, vai desafiar estudantes, investigadores e empreendedores a explorar a economia do espaço e a desenvolver ideias de negócio que incorporem tecnologia espacial. A iniciativa é organizada pelo Instituto Pedro Nunes (IPN), que coordena o ESA Space Solutions Portugal, em parceria com o Observatório Geofísico e Astronómico da Universidade de Coimbra (OGAUC) e com a colaboração da Agência Espacial Portuguesa.

A Portugal Space Summer School dá acesso a conhecimento, tecnologias e recursos gerados nas missões espaciais e nas atividades científicas de exploração do espaço para que os participantes criem soluções inovadoras para negócios terrestres. Podem, por exemplo, ser desenvolvidas ideias para promover a biodiversidade e a vida selvagem; conhecer melhor os mares e os oceanos; aproveitar as oportunidades e mais-valias dos nano e pequenos satélites para melhorar o nosso quotidiano e resolver o problema do lixo espacial.

Os interessados podem candidatar-se na página da iniciativa até ao dia 31 de agosto.

A edição deste ano irá decorrer em modo remoto e combina a partilha de conhecimento sobre tecnologias do espaço e suas aplicações, mentoria de especialistas na área do espaço, inovação, empreendedorismo e business development e, também, networking com a comunidade do espaço em Portugal.

O programa conta com nomes de peso do setor espacial, como Florbela Costa, a engenheira aeronáutica que liderou a equipa que esteve envolvida no desenvolvimento dos motores do helicóptero “Ingenuity”, que em abril passado voou pela primeira vez em Marte.

Vão também participar Nuno Peixinho, Astrofísico e Investigador do OGAUC e do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço e que recentemente deu o seu nome “Peixinho” a um asteroide descoberto em 1998 e, ainda, João Marques de Azevedo, Investigador do SPARC – Centro de Investigação de Direito Espacial.

O IPN foi o primeiro dos 21 centros de inovação tecnológica da Agência Espacial Europeia (ESA), a congregar os três programas de transferência de tecnologia promovidos pela ESA: o ESA Business Incubation Centre, um centro de incubação que integra uma rede de 15 incubadoras que apoia empresas portuguesas que utilizam tecnologia espacial em aplicações terrestres ou que pretendem entrar no mercado espacial comercial; o ESA Technology Broker e o ESA Business Application Ambassador Platform.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

15 + 14 =