José Miguel Rodrigues: “Não se pode perder o rumo”

Na foto: José Miguel Rodrigues, CEO da Protótipo

Para José Miguel Rodrigues, a resiliência é uma importante lição. Em entrevista ao Empreendedor, o CEO da Protótipo, revela os principais pontos sobre a empresa e seus projetos. A Protótipo é uma empresa focada no desenvolvimento e implementação de soluções de gestão e tem, como característica diferenciadora, uma equipa de especialistas em gestão, contabilidade e controle, que garantem a qualidade técnica e contribuem com know-how especializado. No futuro imediato José Miguel Rodrigues pretende consolidar a presença no mercado e desenvolver produtos que liderem o conhecimento em gestão.

Com uma equipa especializada e um software inovador, a Protótipo tem conquistado espaço no mercado dos ERP (Enterprise Resources Management), com a missão de liderar o conhecimento e transformar a cultura de gestão. Para esse objetivo, José Miguel Rodrigues enfatizou a importância das pessoas, característica diferenciadora da Protótipo.

“Esta equipa baseia-se no lema de que as implementações de software não se limitam apenas a configurar o que os clientes pedem, mas também em constituir uma fonte de desafios aos gestores para que estes reflitam sobre as opções que pretendem tomar”, sublinha. “É este princípio que transforma as implementações do sistema em discussões e análises das práticas de gestão e que levaram muitos dos atuais clientes a utilizar os nossos programas para alterar práticas instauradas”.

Na foto: José Miguel Rodrigues, CEO da Protótipo

A trajetória empreendedora da Protótipo teve início com três programadores e o apoio de uma empresa de consultoria, a convite do Professor Azevedo Rodrigues. Embora tivessem pouca experiência no desenvolvimento do projeto, eles acabaram criando um software orientado para as necessidades de informação do mercado atual.

“A experiência era pouca já que tínhamos concluído recentemente licenciatura de informática de gestão na faculdade e estávamos a iniciar a carreira como programadores”, recorda José Miguel Rodrigues. “O maior desafio foi, contudo, construir uma relação de confiança com os clientes que também foram essenciais para o crescimento da empresa numa fase em que as disponibilidades para orçamentos de comunicação eram escassas, sendo que o software foi crescendo numa base de recomendação entre clientes.”

Com uma visão clara de que o software deve liderar o conhecimento, José Miguel Rodrigues pretende transformar a cultura de gestão, oferecendo soluções que proporcionem melhorias contínuas nos processos operativos e de gestão dos seus clientes. Ao falar sobre o futuro da empresa, Rodrigues partilhou as suas metas de curto e médio prazo que passam pela consolidação da presença no mercado de ERP.

“Queremos consolidar a presença da Protótipo no mercado dos ERP (que no nosso entendimento é mais um ERM – Enterprise Resouces Management) e desenvolver os produtos mantendo os níveis de serviço que atualmente dispomos. Estamos convictos de que software deve liderar conhecimento e, por isso, continuamos a apostar na mudança da cultura de gestão que o mesmo pode e deve proporcionar.”

Aos empreendedores, que estão agora a iniciar o seu percurso, José Miguel Rodrigues recomenda Resiliência. “A natureza desta atividade exige um esforço permanente de melhoria, nem sempre os processos correm da melhor maneira, mas não se pode perder o rumo, mesmo nos momentos mais difíceis.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

2 × 3 =